Assinar
Cultura

Ciclo de Cinema “ECO” arranca hoje em Alcobaça

O filme “Microcosmos” marca hoje, quarta-feira, 21 de Abril, o arranque do ciclo de cinema “ECO” em Alcobaça. A iniciativa está associada às comemorações do Ano Internacional da Biodiversidade 2010.

O filme “Microcosmos” marca hoje, quarta-feira, 21 de Abril, o arranque do ciclo de cinema “ECO” em Alcobaça. A iniciativa está associada às comemorações do Ano Internacional da Biodiversidade 2010.

O ciclo decorre de Abril a Junho, no Cine-Teatro de Alcobaça, e as sessões têm como destinatários os alunos das escolas do concelho do Ensino Básico 2º e 3º Ciclo e da Universidade Sénior de Alcobaça (USALCOA).

PROGRAMA

“Microcosmos”, 21 de Abril, 10 horas
Sinopse: Uma viagem num planeta desconhecido: a Terra redescoberta à escala do centímetro.Os seus habitantes: criaturas fantásticas, insectos e outros animais, da erva e da água.
As suas paisagens: florestas impenetráveis, tufos de erva, grossas gotas de orvalho como bolas… Trata-se de explorar esta terra nova – uma simples pradaria – durante um dia de Verão; um dia, uma noite e o nascer de uma segunda manhã. Mas um único dia é o equivalente a uma estação neste micro-mundo.

“The cove”, 19 de Maio, 10 horas
Sinopse: Um grupo de activistas ambientais, liderado pelo outrora treinador de golfinhos, Richard O’Barry, infiltra-se numa enseada de Taiji no Japão. Ao estilo Ocean´s Eleven, o resultado é uma mistura de jornalismo de investigação eco-aventura e imagens que apelam urgentemente para a esperança.

“Happy feet”, 2 de Junho, 10 horas
Sinopse: Os pinguins imperadores nasceram para cantar excepto Mumble, que nasceu para dançar… para fazer sapateado. Este comportamento tão pouco comum nos pinguins, acaba por fazer com que Mumble seja expulso da Terra dos Imperadores para o mundo grande e frio… Mumble, acompanhado pelos Amigos Adélia e por um pinguim saltitante de seu nome Lovelace, embarca numa viagem épica e prova que, afinal, se formos verdadeiros com nós próprios, podemos mudar o mundo!

“The end of the line”, 2 de Junho | 14h30
Sinopse: Um dos recursos alimentares da população mundial é o peixe e, Portugal está no topo dos países do mundo que mais peixe consome. E se no Natal de 2048 já fosse impossível comer bacalhau? E se os oceanos estivessem a ficar vazios? Será uma situação impossível ou será mesmo isto que está acontecer?

Apoie o REGIÃO DE LEIRIA

Se chegou até aqui é porque este é um texto que lhe interessa. Por detrás dele há uma equipa e um conjunto de recursos que custam dinheiro e que, para continuarem a existir, precisam da sua ajuda. Gostávamos de lhe explicar como.