Assinar
Sociedade

Aves marinhas: Berlenga pode acolher área de protecção

A zona das Berlengas poderá acolher uma área de protecção para aves marinhas. A informação foi adiantada na semana passada pelo secretário de Estado do Ambiente, Humberto Rosa.

A zona das Berlengas poderá acolher uma área de protecção para aves marinhas. A informação foi adiantada na semana passada pelo secretário de Estado do Ambiente, Humberto Rosa.

A análise técnica da Berlenga está adiantada, processo sobre o qual “houve mesmo alguma interacção de discussão pública”. Para além da Berlenga, outras duas áreas de protecção deverão ser classificadas: Figueira da Foz e Ria Formosa.

Ainda assim, adiantou Humberto Rosa, nenhuma das classificações é iminente e cada uma delas não avançará “sem a devida discussão pública e audição das partes interessadas”.

“O dever de estender a Rede Natura 2000 ao mar faz parte da agenda europeia. Portugal tem a vantagem de ter havido um estudo, o projecto Life, que avaliou onde estão as zonas particularmente ricas para certasaves marinhas e é esse estudo que fundamenta as propostas técnicas que estamos a apreciar”, referiu.

Explicou ainda que a classificação implica “deveres particulares de não interferência e protecção das aves” sem que se anteveja a
necessidade de impor restrições significativas. Para o governante, o facto de as aves permanecerem nesses locais actualmente “denota compatibilidade com as práticas que lá decorrem, nomeadamente piscatórias”.

Artur Ledesma

Apoie o REGIÃO DE LEIRIA

Se chegou até aqui é porque este é um texto que lhe interessa. Por detrás dele há uma equipa e um conjunto de recursos que custam dinheiro e que, para continuarem a existir, precisam da sua ajuda. Gostávamos de lhe explicar como.