Assinar
Desporto

Futsal do Instituto D. João V encerra actividade por dificuldades financeiras

O Instituto D. João V, equipa de Pombal que milita na primeira divisão nacional de futsal, encerrou a atividade devido a dificuldades financeiras e falta de apoios, anunciou o presidente, Ventura Pereira.

O Instituto D. João V, equipa do concelho de Pombal que milita na primeira divisão nacional de futsal, encerrou a atividade devido a dificuldades financeiras e falta de apoios, anunciou à Agência Lusa o presidente, Ventura Pereira.

O Instituto D. João V deixou de ter qualquer equipa federada, mesmo na formação. As razões que levaram a esta “difícil” decisão foram a “falta de apoios” e a “conjuntura económica”, referiu Ventura Pereira.

Uma Taça de Portugal, uma Supertaça e duas presenças nas “meias” do campeonato nacional é um palmarés que orgulha a instituição.

O presidente afirmou ter a “noção da grandeza” do clube, mas salientou que é “preferível tomar esta decisão agora, “sem existirem problemas com pagamentos de subsídios, do que assumir um projeto no futuro e depois falhar”.

Garantindo que o encerramento da atividade “nada tem a ver com o aspeto desportivo”, o dirigente disse ainda que o Instituto D. João V “sai pela porta grande”.

A decisão foi tomada na noite de terça-feira e é “irreversível”.

“Acaba o futsal de qualidade no Louriçal, tendo em conta os resultados obtidos”, adiantou Ventura Pereira, considerando que a modalidade vai ficar “mais pobre”.

O presidente desabafou: “É um momento de tristeza para todos nós, mas há momentos na vida em que é necessário tomar decisões difíceis”.

Toda a estrutura não era profissional, pelo que “as pessoas não estão dependentes do futsal para seguirem as suas vidas”, acrescentou o presidente.

O Grupo GPS, que detém o estabelecimento de ensino Instituto D. João V e outras 24 escolas, tem sido o principal e, praticamente único, patrocinador da equipa de futsal. No entanto, a nova política da organização veio agravar a situação da equipa.

Com o fim do Instituto D. João V, existe a possibilidade de surgir algum clube da região interessado em adquirir os direitos desportivos e participar na próxima época na primeira divisão.

A União de Leiria é um candidato, mas Ventura Pereira garantiu à Agência Lusa que, até ao momento, “ainda não houve contacto de nenhum clube”.

Foto: Sérgio Claro

Apoie o REGIÃO DE LEIRIA

Se chegou até aqui é porque este é um texto que lhe interessa. Por detrás dele há uma equipa e um conjunto de recursos que custam dinheiro e que, para continuarem a existir, precisam da sua ajuda. Gostávamos de lhe explicar como.