Assinar
Sociedade

Presidente da Câmara de Ansião teme efeitos das medidas da ‘troika’ na desertificação do interior

O presidente da Câmara de Ansião manifestou hoje o receio de que “a uniformização dos impostos sobre as empresas previsto no memorando da ‘troika’” aumente a desertificação nos concelhos do interior.

O presidente da Câmara de Ansião manifestou hoje o receio de que “a uniformização dos impostos sobre as empresas previsto no memorando da ‘troika’” aumente a desertificação nos concelhos do interior.

Rui Rocha

Rui Rocha está convicto que “o fim da discriminação positiva a nível fiscal poderá agravar os problemas para concelhos de baixa densidade populacional”.

O autarca disse à agência Lusa que, a este “perigo”, se soma “o conjunto de medidas que já vai afetar os municípios, com cortes nas transferências de verbas do Estado e na redução de pessoal”.

O presidente da Câmara de Ansião reivindica “a elaboração de um plano estratégico nacional” que contrarie as suas previsões.

“Não podemos assistir de braços cruzados à fuga de pessoas para o litoral e à ausência de políticas positivas que promovam a fixação de pessoas”, disse.

Segundo os Censos 2011, o concelho de Ansião perdeu 4,5% da população nos últimos dez anos.

“Se olharmos para os municípios vizinhos, do interior, as percentagens de abandono ainda são maiores”, lamentou.

Para Rui Rocha, “é necessária uma estratégia nacional e um plano regional que seja capaz de criar sinergias entre concelhos vizinhos que partilhem do mesmo problema”.

Apoie o REGIÃO DE LEIRIA

Se chegou até aqui é porque este é um texto que lhe interessa. Por detrás dele há uma equipa e um conjunto de recursos que custam dinheiro e que, para continuarem a existir, precisam da sua ajuda. Gostávamos de lhe explicar como.