“Reinventar/Fechar jornais” é o tema escolhido para a realização do 8º Congresso da Associação de Imprensa de Inspiração Cristã (AIC), a decorrer amanhã, sexta-feira, e sábado, no Seminário Diocesano de Leiria.

A proposta de reflexão e debate irá juntar directores, editores, jornalistas e investigadores, convidados a debater “os problemas que tanto têm afectado a imprensa regional, obrigando muitas publicações a encerrar”.

Surge “a necessidade de rever as formas de actuação e encarar a reinvenção das diferentes publicações da associação, que vão dos jornais às revistas, passando por boletins paroquiais ou diocesanos”, defende a AIC, considerando este congresso “determinante” no actual contexto económico e tecnológico, em que a crise e as novas plataformas digitais e móveis obrigam a repensar o sector.

O evento inicia amanhã, às 10h15, com um painel dedicado às “Análises”, com participação de Alexandre Manuel (jornalista e professor universitário), Pedro Jerónimo (Observatório do Ciberjornalismo) e Luís Miguel Ferraz (chefe-de-redacção de O Mensageiro).
Seguem-se os “Testemunhos” dos jornais Reconquista e Folha do Domingo, e, à tarde, o painel “Realidades” com debate. Uma tarde e uma noite culturais, em Leiria e Batalha, encerram o primeiro dia de trabalhos.

Sábado, o cónego João Aguiar, presidente do conselho de administração da Rádio Renascença, fala de “Potencialidades” numa conferência agendada para as 9h30, antes de deixar lugar às “Pespectivas” de António Granado (jornalista da Antena 1 e professor universitário), Alexandra Serôdio (jornalista do Jornal de Notícias), e dos padres Nuno Rosário Fernandes (departamento da Comunicação do Patriarcado de Lisboa) e Tony Neves (Missão Press).
Às 15 horas, é exibido o filme “Voz Populi”, seguido de debate.

O congresso termina com uma intervenção de D. João Lavrador, bispo auxiliar do Porto.

Os interessados em participar no congresso podem inscrever-se pelos telefones 244 821 100/1 (O Mensageiro), 217 165 392 (AIC), ou 266 750 550 (A Defesa).