No local onde se assinala a batalha entre portugueses e espanhóis, que marcou o século XIV, a guerra é agora dirigida à crise. O Centro de Interpretação Batalha de Aljubarrota (CIBA), sedeado em São Jorge, anuncia a criação de workshops que descreve como “à prova de crise”.

Centro de Interpretação Batalha de Aljubarrota

São, explica o CIBA, “ateliês que ensinam actividades plásticas e práticas para os pais fazerem em casa com as crianças, sem gastar dinheiro em saídas e aproveitando aqueles materiais de desperdício que todos temos em casa e aos quais não sabemos que destino dar”.

A ideia passa por aproveitar os materiais do quotidiano para fabricar diversos objectos. Em tempos de crise, “o dinheiro escasseia, mas tem de acontecer o mesmo às ideias”, referem os responsáveis do serviço educativo do centro de interpretação.

Os ateliês arrancaram dia 5 de Novembro e vão repetir-se no primeiro sábado de cada mês, sempre pela manhã. Em Dezembro o desafio será fabricar decorações e presentes de Natal. São ideias úteis e criativas para animar as tardes em família, sem sair de casa e sem gastar dinheiro, garante o CIBA.

A participação em cada uma das sessões implica o pagamento de 10 euros, mas também aqui se aponta para a necessidade de boa gestão do dinheiro: quem frequentar os workshops pagará apenas metade do bilhete que permite visitar a totalidade do CIBA.