Assinar Edições Digitais
Sociedade

Onda solidária para angariar dadores de medula óssea chega a Leiria e Pombal

A onda solidária a favor do pequeno Gustavo, filho do futebolista Carlos Martins, já ultrapassou fronteiras. Nos próximos dias decorrem campanhas de angariação de potenciais dadores de medula óssea em Leiria e Pombal.

A onda solidária a favor do pequeno Gustavo, filho do futebolista Carlos Martins, já ultrapassou fronteiras. Em Portugal e Espanha, têm decorrido várias campanhas de angariação de potenciais dadores de medula óssea.

Campanha “Vamos ajudar o Gustavo” em Leiria e Pombal

Milhares de pessoas mostraram-se sensíveis ao apelo da família para aumentar o número de inscritos no Registo Português de Dadores de Medula Óssea (CEDACE) e as hipóteses de encontrar um dador compatível que salve a vida do menino.

Gustavo, de três anos, sofre de aplasia medular, doença rara que resulta da falência da medula óssea, órgão responsável pela produção do sangue. As campanhas poderão, no entanto, ajudar muitos outros doentes que necessitem de um transplante de medula óssea e aguardam um dador compatível.

No distrito, estão programadas algumas iniciativas. No dia 3 de Dezembro, uma brigada do Centro de Histocompatibilidade do Centro desloca-se a Leiria a convite de vários grupos locais. A recolha tem lugar nas instalações da Remax-in, na Av. Marquês de Pombal, das 9 às 13 horas e das 14 às 18 horas.

No dia 7, uma outra acção decorre na Casa do Benfica de Pombal, entre as 9 e as 13 horas. Nessa tarde, os interessados podem dirigir-se à Escola Tecnológica e Artística de Pombal, das 14 às 17 horas.

Podem ser dadoras as pessoas entre os 18 e os 45 anos, com o peso mínimo de 50 quilos, que nunca tenham recebido uma transfusão de sangue e sejam saudáveis. Nesta fase, a amostra de sangue colhida é semelhante à necessária para a realização de análises.