Assinar Edições Digitais
Sociedade

Património do Governo Civil de Leiria já começou a ser levado para Lisboa

Sete dos muitos quadros que fazem parte do espólio do Governo Civil de Leiria já moram em Lisboa. Os restantes – tal como o mobiliário e outras obras de arte – foram também fotografados e estão na mira do Ministério da Administração Interna.

Sete dos muitos quadros que fazem parte do espólio do Governo Civil de Leiria já moram em Lisboa. Os restantes – tal como o mobiliário e outras obras de arte – foram também fotografados e estão na mira do Ministério da Administração Interna, que em finais de Outubro mandou buscar essas obras.

Governo Civil de Leiria

“Não existe nenhum inventário. Mas achámos por bem fotografar tudo, por sala”, disse ao REGIÃO DE LEIRIA João Carlos Pessa, secretário do Governo Civil, responsável pelos serviços desde que foi anunciado o fim dos governos civis pelo actual Governo.

Há duas semanas, a deputada do PS Odete João, eleita por Leiria, lamentava em comunicado a decisão “de cariz centralizador”. No início da legislatura, foi ela a primeira subscritora de um projecto de resolução que recomendava ao Governo a entrega de todo o espólio documental ao Arquivo Distrital, e que o restante acervo fosse confiado aos museus, em cada distrito. A proposta acabaria por ser rejeitada.

João Carlos Pessa sublinha que o acervo documental do Governo Civil de Leiria já mora há muito no Arquivo Distrital. Quanto ao restante, aguarda que o Ministério decida.

Ele e os 10 funcionários que só têm futuro certo até final deste mês, já que a partir de Janeiro não haverá
nem Orçamento, nem funcionários.

O problema é transversal aos 18 distritos do país, cujos secretários reuniram-se na segunda-feira, 12 de dezembro, em Lisboa. Desse encontro sobrou a preocupação unânime com a falta de informação e orientação dos serviços. “As pessoas, todos os dias, me perguntam como vai ser”, conclui João Pessa.

(notícia publicada na edição de 16 de Dezembro de 2011)

Paula Sofia Luz
paula.sofia@regiaodeleiria.pt