Assinar
Sociedade

Estado ainda deve à Marinha Grande 650 mil euros do programa Polis

A Câmara da Marinha Grande continua a aguardar pela chegada da última tranche referente ao programa Polis, aplicado no Parque das Bernardas.

A Câmara da Marinha Grande continua a aguardar pela chegada da última tranche referente ao programa Polis.

Parque das Bernardas foi inaugurado em 2010

Em causa estão os 650 mil euros gastos na conclusão do programa, canalizados para o Parque das Bernardas, que teimam em não ser transferidos pela administração central.

O presidente da Câmara da Marinha Grande, Álvaro Pereira, ainda acredita que o dinheiro vai chegar.

Na cidade vidreira, o programa Polis arrancou na presidência de Álvaro Órfão, no início da década e foi concluído já na presidência do atual chefe do executivo. A inauguração do Parque das Bernardas, em dezembro de 2010, colocou um ponto final na intervenção física.

Mas este é um dossiê que continua por fechar. Quando chegou à presidência da autarquia, Álvaro Pereira apostou em desbloquear a obra, através da posse administrativa dos terrenos necessários, com o intuito de conseguir terminar a intervenção dentro do prazo previsto, assegurando a comparticipação da administração central.

E os 650 mil euros chegaram a estar inscritos no Orçamento do Estado de 2011. Contudo, em abril desse ano, um despacho governamental congelou as despesas estatais para cumprir o memorando assinado com a troika.

Mas o presidente da Câmara da Marinha Grande assegura que continua a acreditar que a verba poderá ser canalizada para os cofres camarários.

A Direção-Geral do Ordenamento do Território e Desenvolvimento Urbano já lhe deu a indicação de que a verba poderá ser desbloqueada ainda este ano.

“Ainda continuo a acreditar. Nós cumprimos a nossa parte e espero que o Governo cumpra sua e resolva a situação”, refere Álvaro Pereira.

(notícia publicada na edição de 27 de abril de 2012)

CSA

Apoie o REGIÃO DE LEIRIA

Se chegou até aqui é porque este é um texto que lhe interessa. Por detrás dele há uma equipa e um conjunto de recursos que custam dinheiro e que, para continuarem a existir, precisam da sua ajuda. Gostávamos de lhe explicar como.