Assinar Edições Digitais
Cultura

Tiago Henriques e Andreia Marques são campeões nacionais de Danças Clássicas

O Hóquei Clube de Turquel esteve em destaque na final do Campeonato Regional e do Campeonato Nacional de Dança Desportiva com um título em ambas as competições

O Hóquei Clube de Turquel esteve em destaque na final do Campeonato Regional e do Campeonato Nacional de Dança Desportiva que encerrou a época no passado dia 24, com um título em ambas as competições.

Na competição regional, o HC Turquel revalidou o título regional em Danças Clássicas, com uma vantagem larga sobre os adversários. Já em Danças Latinas, o clube de Alcobaça ficou-se pelo terceiro lugar e, 16 equipas, muito por causa da ausência à primeira jornada, o que criou um atraso na pontuação. O campeonato regional nas Danças Latinas foi conseguido pelo clube

 O Campeão Regional em Latinas foi Tremês, seguido pela Aldeia da Ribeira, que desenvolveu este ano um trabalho de grande profundidade nas classes jovens.

No plano individual há a contabilizar alguns sucessos, com uma razoável lista de Campeões Regionais. São eles, por ordem dos respectivos escalões etários:

Eduardo Caetano e Beatriz Constantino, campeões em Juvenis II, Clássicas

Tiago Henriques e Andreia Marques, à esquerda, foram os campeões

Bernardo VenceslaueJéssica Silva, campeões em Juventude, Clássicas

Rui Varino e Jéssica Delgado, campeões em Adultos Iniciados, Clássicas

GonçaloMarquese Vitória Costa, campeões em Adultos Intermédios, Clássicas

José Coelho e M. José Guerra, campeões  em Seniores II, Clássicas e Latinas

Avelino Lopes e Fernanda Lopes, campeões em SenioresIII, Clássicas e Latinas

O grande destaque na época que agora findou vai, no entanto, o par Tiago Henriques eAndreia Marques, que juntaram aos títulos de Campeões Regionais de Juniores II, Iniciados em Clássicas e Intermédios em Latinas, o de Campeões Nacionais emDanças Clássicas.

O Hóquei Clube de Turquel prepara neste final de ano uma reestruturação da secção de DançaDesportiva, visando uma recuperação da dinâmica de crescimento que vinha registando, e neste ano se interrompeu. É certo que os problemáticos tempos que se anunciam não são nada propícios, mas, a confiança no imenso potencial lúdico e pedagógico da dança, e a intenção de abertura a novos modelos de aprendizagem e prática podem compensar essas dificuldades.