Assinar Edições Digitais
Mercado

Digidelta Software controla saúde de camelos em Marrocos

O Norte de África é o próximo destino da Digidelta Software, empresa responsável pelo sistema que o Estado português usa no controlo da saúde animal.

O Norte de África é o próximo destino da Digidelta Software, empresa responsável pelo sistema que o Estado português usa no controlo da saúde animal. A tecnológica de Leiria acaba de vencer o concurso público lançado pelo governo de Marrocos para instalação de um serviço idêntico, no valor de 1,6 milhões de euros.

CarlosNeves_digidelta
Carlos Neves, administrador da empresa de Leiria

Está em causa, além do programa informático desenvolvido em Portugal, na Cruz da Areia, o fornecimento de brincos eletrónicos com tecnologia RFID para aplicar nos animais, leitores portáteis para as equipas veterinárias no terreno e assistência técnica durante três anos. O investimento total da Digidelta Software é de 600 mil euros.

O impacto deste primeiro contrato internacional no volume de negócios da empresa liderada por Carlos Neves é considerável. De 550 mil euros faturados no ano passado, vai crescer em 2013 para 2,2 milhões de euros, dos quais 1,6 milhões a obter em Marrocos.

Desde 2010 em prospeção nos mercados externos, com contactos acumulados em 60 países até à data, a Digidelta Software foi considerada, já este ano, a empresa mais inovadora do distrito de Leiria, um galardão atribuído em julho pela NERLEI – Associação Empresarial da Região de Leiria.

Carlos Neves diz que a consultora “está a passar por um momento fantástico”, que deverá levar ao recrutamento de novos colaboradores, mas admite que a expansão além fronteiras, neste sector, será sempre um processo moroso e complexo.

(Notícia publicada na edição de 17 de outubro de 2013)

CG