Select Page

Pinhal de Leiria recebe 70 mil pinheiros e junta 20 mil pessoas a 17 de março

Pinhal de Leiria recebe 70 mil pinheiros e junta 20 mil pessoas a 17 de março

A iniciativa “O Pinhal é a nossa bandeira”, hoje apresentada na Marinha Grande, pretende juntar milhares de pessoas numa bandeira humana pela reflorestação do Pinhal de Leiria e plantar pelo menos 70 mil árvores.

No talhão 256, um dos muitos que ardeu no incêndio do Pinhal de Leiria, vão ser plantados pinheiros bravos e pinheiros mansos certificados. A ação, no dia 17 de março, é aberta à participação de voluntários, que são convidados também a formar uma bandeira humana de Portugal colorida por guarda-chuvas, numa área com cerca de um hectare.

A iniciativa é das empresas ‘It’s Happening’ e ‘Agency’ e tem o apoio da Câmara Municipal da Marinha Grande que, segundo a presidente da autarquia, pretende “responsabilizar o país numa causa que é de todos os portugueses”: “a reflorestação das nossas matas”.

Cidália Ferreira lembra que 300 talhões foram consumidos pelo fogo que consumiu 80% do Pinhal de Leiria, a 15 de outubro de 2017, e que cada um deles “precisa de cerca de 75 mil árvores”.

“A tarefa é hercúlea, mas os portugueses são grandiosos. Continuo a acreditar que o carácter, a perseverança, a garra inata à nossa nacionalidade se irá refletir no apoio à reconstrução deste nosso espaço à beira-mar plantado”, afirmou.

A organização de “O Pinhal é a nossa bandeira” espera juntar entre 15 mil a 20 mil pessoas para plantar as árvores oferecidas pela autarquia e por empresas que se associam à iniciativa.

“O pinhal pede aos portugueses que o ajudem a renascer”, sublinhou Alexandra Serôdio, da organização. A utilização de guarda-chuvas para a bandeira humana foi a solução encontrada para minimizar o impacto ambiental, evitando a utilização de cartolinas ou plásticos.

“Mais importante do que a bandeira é a plantação de árvores. Pretendemos que o talhão fique completamente preenchido de árvores. Queremos vê-las crescer ao longo dos anos. A missão de fazer renascer o pinhal é de todos nós, de todos os portugueses” e “não se esgota a 17 de março”.

“Terminará no dia em que tivermos de volta o nosso pinhal”, frisou.

Margarida Pacheco, da ‘It’s Happening’, explica que a ação resulta da “grande tristeza” provocada pelos incêndios na Marinha Grande.

“Temos de dar uma resposta, temos de reagir, não nos podemos deixar entregar. Podemos ficar a chorar, mas queremos ter um contributo mais positivo. Queremos plantar uma árvore ou mais, participando ativamente. Todos juntos vamos conseguir”, afirmou.

“O Pinhal é a nossa bandeira” está marcado para 17 de março, com concentração às 9 horas no parque de merendas da Marinha Grande.

A organização pede aos interessados em participar que façam o registo através da página no Facebook d’”O Pinhal é a nossa bandeira”.

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Siga-nos

Primeira Página

Publicidade

Publicidade

Pergunta da semana

A carregar

Concorda com a lei que proíbe o abate de animais nos canis municipais?

Obrigado pelo seu voto!
Já votou nesta pergunta!
Selecione uma das opções!

Região de Leiria no Facebook

Subscrição de newsletter

Share This