Assinar Edições Digitais
Leiria

UCSP do Centro de Saúde de Marrazes “reabre” na terça-feira com dois funcionários

Depois de ter estado hoje parada por falta de pessoal administrativo, parte do Centro de Saúde Arnaldo Sampaio, em Marrazes, Leiria, volta a funcionar amanhã com dois assistentes técnicos.

Centro de Saúde Arnaldo Sampaio não funcionou hoje por falta de funcionários administrativos Foto de arquivo: JD

Depois de ter estado hoje parada por falta de pessoal administrativo, a Unidade de Cuidados de Saúde Personalizados (UCSP) do Centro de Saúde Arnaldo Sampaio, em Marrazes, Leiria, volta a funcionar amanhã com dois assistentes técnicos.

A informação foi avançada esta tarde ao REGIÃO DE LEIRIA pela Administração Regional de Saúde do Centro (ARSC), que adianta que os dois elementos  vão ser “deslocados provisoriamente de outras unidades funcionais do Agrupamento de Centros de Saúde do Pinhal Litoral (ACES PL)”. Refere ainda estar previsto, no decurso da semana, “novo reforço com mais um assistente técnico, no âmbito da mobilidade”.

Pedro Sigalho, diretor do ACES PL, explica que “uma unidade de outro serviço mas dentro do ACES, irá ‘emprestar-nos’ dois elementos administrativos, um amanhã e um na quarta-feira”. “Virão de outros concelhos e serão apoiados por outros dois elementos de uma outra unidade do concelho”, acrescenta.

Questionada sobre a falta de funcionários para proceder esta manhã ao atendimento e inscrição dos utentes da Unidade de Cuidados de Saúde Personalizados e Consulta Aberta do Arnaldo Sampaio, a ARSC confirma, por sua vez, que se deveu ao facto de a funcionária de serviço ter adoecido e estar de baixa médica.

Refere ainda que a unidade “tem assistentes técnicos (administrativos) nas restantes unidades funcionais”, e que, dos três funcionários nas consultas, dois estão de baixa médica e um está em gozo de férias”.  

Em resposta ao nosso jornal, a ARSC esclarece ainda que “a entrada recente de 17 novos médicos no ACES PL veio causar alguns constrangimentos no sector administrativo”, tendo sido “necessário proceder à reorganização do pessoal administrativo”. E acrescenta que “está a desenvolver diligências para a contratação provisória e imediata de assistentes técnicos”.

Frisa, por outro lado, estar a decorrer o concurso PREVPAP, destinado à regularização dos vínculos precários na Administração Pública, “o que permitirá contratar mais funcionários para a área administrativa”.   

MR