Select Page

Confira quais os postos de combustível onde ainda é possível abastecer

Confira quais os postos de combustível onde ainda é possível abastecer

Com o cenário de greve dos motoristas de combustíveis no horizonte, confira onde é possível abastecer na região e qual o ponto de situação dos postos da Rede de Emergência de Postos de Abastecimento (REPA).

O site https://janaodaparaabastecer.vost.pt/ apresenta o mapa com os locais de abastecimento, identificando os pontos REPA, dando informação sobre a disponibilidade, ou falta dela, para abastecimento.

Na região têm-se registado, ao longo do dia de hoje, filas e afluência acima do normal, em vários pontos de abastecimento. De acordo com o site, há já alguns postos de abastecimento sem disponibilidade para abastecer.A informação está disponível em https://janaodaparaabastecer.vost.pt/, e também dentro da aplicação Waze.

Ao início da tarde de hoje havia registo de dois postos de abastecimento no distrito já sem disponibilidade de combustíveis. No país, 93% postos mantinham-se disponíveis, adiantavam os dados daquela plataforma (cujo mapa pode conferir aqui).

“O que nós fizemos foi identificar todos os postos que vão funcionar com um sistema de REPA [Rede de Emergência de Postos de Abastecimento] e REPA SOS [para veículos prioritários] , para o caso desta paralisação dos motoristas de mercadorias e matérias perigosas”, disse à Lusa António Antunes, da Waze.

“Assim torna-se mais fácil para que os utilizadores, no seu dia-a-dia, encontrem mais facilmente os postos que estão disponíveis para fazer a venda de combustível caso a paralisação dos motoristas avance”, considerou o responsável.

O Governo decretou na quarta-feira serviços mínimos entre 50% e 100% para a greve dos motoristas de mercadorias que se inicia na segunda-feira, por tempo indeterminado.

Os serviços mínimos serão de 100% para abastecimento destinado à REPA – Rede de Emergência de Postos de Abastecimento, portos, aeroportos e aeródromos que sirvam de base a serviços prioritários, bem como para abastecimento de combustíveis para instalações militares, serviços de proteção civil, bombeiros e forças de segurança.

Para abastecimento de combustíveis destinados a abastecimento dos transportes públicos foram decretados serviços mínimos de 75% e nos postos de abastecimento para clientes finais os serviços mínimos são de 50%.

Também na quarta-feira o Governo decretou, preventivamente, estado de emergência energética, no âmbito do pré-aviso de greve, permitindo a constituição da REPA, com 54 postos prioritários e 320 postos de acesso público.

Já esta sexta-feira, o executivo revelou que vai decretar crise energética a partir das zero horas deste sábado. O anúncio foi feito no final da reunião do Conselho de Ministros que ocorreu esta manhã. De acordo com a informação avançada na altura, esta situação de crise energética vigora até ao finald o dia 21 de agosto.

A greve foi convocada pelo Sindicato Nacional dos Motoristas de Matérias Perigosas (SNMMP) e pelo Sindicato Independente dos Motoristas de Mercadorias (SIMM), que acusam a associação patronal Antram de não querer cumprir o acordo assinado em maio, que prevê uma progressão salarial.

CSA com Lusa

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Primeira Página

Publicidade

Pergunta da Semana

A carregar

Concorda com a criação do Museu Salazar?

Obrigado pelo seu voto!
Já votou nesta pergunta!
Selecione uma das opções!

Newsletter Região de Leiria

app repórter no mundo

Share This