Select Page

Aprovado projeto para o novo quartel da GNR de Óbidos

O novo quartel da GNR de Óbidos, um investimento de 1,2 milhões de euros que vai permitir retirar os militares do centro histórico da vila, já tem projeto aprovado, divulgou hoje a câmara.

O projeto base do novo posto territorial da GNR “foi aprovado por unanimidade em reunião do executivo”, informou a Câmara de Óbidos, que irá agora avançar com “o projeto de execução para dar início à empreitada”.

Citado num comunicado, o presidente da câmara, Humberto Marques (PSD), sublinha tratar-se de uma obra que “vai encurtar o tempo de socorro muito significativamente” pelo facto de o novo posto deixar de estar, como atualmente, “dentro do perímetro muralhado”.

Ainda segundo o autarca, o novo imóvel vai também “melhorar em muito as condições de trabalho e de conforto, e vai gerar capacidade para albergar um maior número de militares”.

A construção de um novo quartel da GNR na vila do distrito de Leiria foi formalizada em julho de 2019, com a assinatura de um contrato de cooperação interadministrativo entre a câmara, a Secretaria Geral da Administração Interna e a Guarda Nacional Republicana (GNR).

A obra representa um investimento de 1,2 milhões de euros a efetuar num terreno cedido pela autarquia, na Quinta do Jardim, junto ao complexo desportivo municipal e às escolas.

O contrato administrativo estabelece que a cedência vigorará pelo prazo de 50 anos, renovável por períodos de 20 anos.

O financiamento é garantido pelo Governo, através da Lei de Programação das Infraestruturas e Equipamentos para as Forças e Serviço de Segurança do Ministério da Administração Interna, que, segundo declarações da então secretária de Estado Adjunta e da Administração Interna, Isabel Oneto, previa um investimento de 450 milhões de euros até 2021 em todo o país.

A obra terá um prazo de um ano, após a adjudicação.

Atualmente, o posto da GNR de Óbidos conta com 25 elementos (23 efetivos e dois estagiários) e três viaturas, efetivo cujo reforço foi solicitado por Humberto Marques aquando da assinatura do contrato, dado Óbidos ser “um dos destinos turísticos do país” e de realizar em várias épocas do ano eventos que atraem muitos milhares de visitantes.

Lusa

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Primeira Página

Pergunta da Semana

A carregar

É possível acabar com as manifestações de racismo nos estádios de futebol?

Obrigado pelo seu voto!
Já votou nesta pergunta!
Selecione uma das opções!

Publicidade

Newsletter Região de Leiria

app repórter no mundo