Select Page

Urgência de Caldas da Rainha sobrelotada obriga a reencaminhar doentes críticos

O Centro Hospitalar do Oeste (CHO) pediu ao Centro de Orientação de Doentes Urgentes (CODU) para reencaminhar doentes críticos para outros hospitais por sobrelotação da urgência e do internamento de Caldas da Rainha, confirmou hoje a administração.

Confrontada pela agência Lusa, a presidente do conselho de administração do CHO, Elsa Baião, confirmou que informou o CODU para a necessidade de reencaminhar para outros hospitais doentes críticos que cheguem em ambulância de socorro à unidade de Caldas da Rainha, no distrito de Leiria.

“Estamos no pico da gripe, temos tido uma afluência fora do normal e a urgência está sobrelotada desde o Natal, tendo a situação se agravado esta segunda-feira”, justificou.

A responsável esclareceu que, apesar da situação, todos os utentes que se dirijam por si à urgência continuam a ser atendidos, sublinhando que apenas estão a ser reencaminhados os doentes críticos.

Elsa Baião explicou que a unidade de Caldas da Rainha do CHO está “sem camas [vagas] quer na urgência, quer no internamento”.

Por esse motivo, os médicos estão a tentar dar alta a doentes com situação clínica mais estável.

Está também previsto o reforço com mais 10 camas.

O Centro Hospitalar do Oeste integra os hospitais de Torres Vedras, Caldas da Rainha e Peniche e serve cerca de 300 mil habitantes daqueles três concelhos, assim como de Óbidos, Bombarral, Cadaval e Lourinhã e parte dos concelhos de Alcobaça (freguesias de Alfeizerão, Benedita e São Martinho do Porto) e de Mafra (com exceção das freguesias de Malveira, Milharado, Santo Estêvão das Galés e Venda do Pinheiro).

Lusa

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Primeira Página

Pergunta da Semana

A carregar

Está a ser eficaz a lei da igualdade salarial entre géneros que entrou em vigor há um ano?

Obrigado pelo seu voto!
Já votou nesta pergunta!
Selecione uma das opções!

Publicidade

Newsletter Região de Leiria

app repórter no mundo