Esta terça-feira, dia 18, o Atlas Hostel recebe o 1º ciclo de conversas  “E se Leiria fosse minha”, um projeto anual organizado pela Collippo, associação que pretende modernizar a forma os jovens participam na vida do município. O tema deste encontro questiona o que é ser jovem em Leiria, tema identificado como pilar importante nas meta da Câmara Municipal de Leiria para 2030.

“Acreditamos que, com este tipo de iniciativas, estamos a construir um sentimento de pertença nas tomadas de decisões que afetam todos os munícipes, de forma informada e, acima de tudo, cooperativa”, explica Flávia Sousa, presidente da Collippo, em comunicado. O objetivo principal, refere, é levar para a esfera pública “temas fraturantes” da cidade, para que sejam discutidos em comunidade.

Na dinâmica que estreia amanhã, a partir das 22 horas, no hostel do centro histórico de Leiria, o formato das intervenções surgirá em mesa redonda, com espaço para cada participante partilhar questões, opiniões e sugestões.

“Vem falar do que está bem, do que está mal e do que poderia melhorar”, apelam os organizadores no Facebook.

Entre os convidados confirmados, está anunciada a presença do presidente da Câmara Municipal de Leiria, Gonçalo Lopes, que tem falado da necessidade de fixar jovens no concelho como uma das prioridades para os próximos anos.

A entrada é gratuita.

Tema do primeiro encontro questiona o que é ser jovem em Leiria