Para quem visitar o concelho de Porto de Mós, a paisagem passa agora a ter mais um elemento: arte urbana. Rui Basílio, residente no concelho, aceitou o convite do município para desenvolver o projeto “Mãos Divinas” e deixou a sua manifestação artística na torre do quartel dos Bombeiros Voluntários locais.

De acordo com a Câmara de Porto de Mós, o projeto surge como forma de agradecimento da população aos bombeiros de todo o município. O mural “representa duas mãos divinas a ajudarem duas mãos carenciadas”, explica a autarquia em comunicado.

O próprio traço simples simboliza o gesto de ajudar, a cor vermelha remete para o sangue e o preto para o luto.

O projeto, de cariz social, foi acompanhado pelo videógrafo João Ligeiro e o produtor musical Randy One que, com o produto final do mural, “ajudaram a transmitir a mensagem de agradecimento”, acrescenta.

O Município de Porto de Mós adianta ainda que “mais propostas estão em cima da mesa, prontas a redesenhar a paisagem da sede do concelho”.

O mural encontra-se na torre do quartel dos Bombeiros Voluntários de Porto de Mós Foto: CMPM