A situação clínica do português Alex Botelho, internado no Hospital de Leiria, melhorou e o surfista já respira sem auxílio de um ventilador, informou hoje à Agência Lusa fonte da organização da prova de ondas gigantes Nazaré Tow Surfing Challenge, disputada na passada terça-feira, 11.

“A situação clínica do surfista Alex Botelho melhorou nas últimas 24 horas. Continua internado na Unidade de Cuidados Intensivos do Hospital da Leiria, mas a respirar sem auxílio de ventilador”, informou.

Alex Botelho sofreu um acidente durante a prova, na Praia do Norte, depois de a mota de água, na qual seguia acompanhado do também português Hugo Vau, ter sido atingida por uma onda. O acidente deixou o surfista inconsciente durante cerca de dois minutos, altura em que foi resgatado do mar.

No campeonato, que aproveitou as ondas com cerca de 20 metros, a equipa de segurança e resgate na água, encabeçada pelo brasileiro Edilson Assunção, conhecido pela alcunha de ‘Alemão de Maresias’, foi distinguida com o prémio “compromisso”.

 

Lusa