Um homem de 31 anos foi detido hoje, sábado, por ter destruído um radar de fiscalização e controlo de velocidade na A19, junto ao LeiriaShopping, em Leiria.

Ao REGIÃO DE LEIRIA, o comandante do Destacamento de Trânsito da GNR de Leiria conta que o indivíduo agiu de “forma voluntária e dolosa” pois parou o carro junto ao radar e saiu “propositadamente” para partir o aparelho que controlava os veículos que circulavam no sentido Norte-Sul. Mas não só.

“Ao ser surpreendido pelos militares que operavam o equipamento”, o indivíduo tentou pôr-se em fuga mas embateu num outro veículo. Segundo o capitão Rui Costa, ao testemunhar o que se estava a passar, este último condutor abrandou a marcha mas não conseguiu deter o infrator.

Depois do embate, que não provocou vítimas, o homem prosseguiu a sua fuga mas acabou por ser intercetado a menos de dois quilómetros de distância por outros militares da GNR que “garantiam o patrulhamento e a segurança naquele itinerário”.

Ao nosso jornal, Rui Costa esclarece que o condutor não estava a ser fiscalizado tanto mais que os militares não estão a proceder a ações de controlo rodoviário apeados, de acordo com as recomendações superiores relacionadas com a prevenção da Covid-19.

O comandante sublinha ainda a gravidade deste tipo de crime, informando que é punível com um pena até cinco anos de prisão e ao pagamento de uma indemnização à GNR para ressarcimento dos prejuízos

O detido foi constituído arguido e os factos participados ao Tribunal Judicial de Leiria.