A GNR identificou dois homens suspeitos de extorquir dinheiro e coagir psicológica e fisicamente um idoso em Caldas da Rainha. A dupla fazia-se passar por advogados, ameaçando a vítima de repercussões judiciais, caso não efetuasse pagamentos regulares. 

O caso, que se prolongou durante cinco anos, envolve dois homens de 55 e 52 anos. Foram identificados pela secção de Prevenção Criminal e Policiamento Comunitário (SPCPC) da GNR, dia 19 de março, em Caldas da Rainha.

“Na sequência de uma denúncia de extorsão a um idoso de 81 anos, os militares apuraram que a vítima foi ludibriada durante cinco anos pelos suspeitos, que se faziam passar por advogados, ameaçando-a que, se não pagasse regularmente, teria repercussões judiciais”, revela a GNR.

Neste quadro, o idoso passou a ter dificuldades em garantir a sua alimentação e medicação. A vítima encontrava-se em situação de “carência, a nível alimentar e de medicamentos, visto que a quase totalidade da sua reforma era-lhe extorquida”, descreve aquela força policial.

As diligências das autoridades “permitiram abordar os suspeitos em flagrante delito, sendo possível recuperar 435 euros em numerário”, esclarece ainda GNR.

Os suspeitos foram constituídos arguidos e o caso segue para tribunal.