As tarifas de água, saneamento e resíduos sólidos (RSU) nas Caldas da Rainha vão ser reduzidas entre os 50 e os 80% de acordo com os rendimentos dos agregados familiares, numa medida que câmara vai manter até junho.

Os utilizadores domésticos cujo rendimento do agregado familiar seja inferior a 700 euros e os titulares do cartão municipal do idoso beneficiam, já este mês, de uma redução de “80% no total do pagamento mensal das tarifas fixas e variáveis” de água, saneamento e tratamentos de resíduos sólidos, informou hoje a câmara das Caldas da Rainha.

Para os agregados com rendimentos abaixo dos 1.300 euros, ou cujos rendimentos tenham sido reduzidos em 40% e que fiquem abaixo daquele valor, a redução tarifária será de 50%, precisou a autarquia num comunicado.

Considerando “o impacto que este período terá na vida dos portugueses, e em particular dos caldenses e de todos que habitam no concelho das Caldas da Rainha”, a câmara isentou ainda do pagamento mensal de todas as tarifas os utilizadores das Instituições Particulares de Solidariedade Social e das associações sem fins lucrativos. As medidas vigorarão até 30 de junho.

Às empresas é possibilitada a suspensão de contrato, sem retirada do contador.

Os utilizadores que cumpram estas condições e pretendam requerer a redução do tarifário, devem fazê-lo em requerimento disponibilizado nas páginas da internet dos serviços municipalizados e da câmara ou nas respetivas juntas de freguesia.

Caso a situação não se enquadre em nenhum dos benefícios previstos, mas se verificar “necessidade absoluta de apoio social”, o mesmo deverá ser requerido ao setor da Ação Social no âmbito do Fundo de Emergência Social da câmara, conclui o comunicado.