A União das Freguesias de Alcobaça e Vestiaria (UFAV) criou um fundo de emergência social para fazer face às dificuldades pós-pandemia, que aumenta à medida que a comunidade aposta no comércio tradicional.

“Ao longo dos próximos quatro meses, por cada compra no comércio local, a UFAV doará 0,50 euros em bens alimentares à rede social de freguesia, prevendo alcançar 450 famílias”, explica a autarquia.

“Nem o cliente, nem o comerciante, despenderão qualquer verba. Os bens entregues serão adquiridos pela UFAV localmente”, adianta.

A iniciativa surge porque “a pandemia veio encerrar e condicionar todo o comércio, serviços e indústria, com impacto financeiro sem precedentes”. Paralelamente, “muitas famílias perderam poder de compra e passam por dificuldades”.

Por isso, segundo a UFAV, “prudentemente, há que recuperar o dia-a-dia e restabelecer dinâmicas de comunidade e crescimento”, contribuindo para isso “a campanha comércio tradicional”.

A campanha pretende “valorizar o que é nosso, incentivando as compras na freguesia numa lógica de economia circular, e apoiar as famílias carenciadas, através da entrega de bens alimentares à rede social que já recebeu mais 50% de pedidos de ajuda comparativamente com o primeiro dia de quarentena”.