Assinar Edições Digitais
Sociedade

Secundária da Maceira obteve a melhor média da região nos exames nacionais

A EB/S Henrique Sommer conquistou ainda o terceiro lugar a nível nacional no ranking das escolas públicas. Já nos exames do 9º ano, o destaque vai para o Colégio Nossa Senhora de Fátima

A Escola Básica e Secundária Henrique Sommer é a terceira escola pública do país com a média mais alta de exames no secundário em 2019, depois das secundárias Infante D. Maria e Alves Martins.

Segundo o ranking publicado este sábado pelo jornal Público, a escola da Maceira surge em 41º lugar (descendo um lugar face ao ano passado) entre as 583 escolas públicas e privadas com pelo menos 50 provas realizadas, ao conseguir uma média de 12,69 valores.

O estabelecimento destaca-se ainda entre as 159 escolas públicas com contexto socioeconómico intermédio (2), isto é, com menos alunos abrangidos pela ação social escolar do que no contexto 1 e com pais mais escolarizados.

A segunda posição neste contexto intermédio é ocupado a nível nacional pela Secundária da Batalha, que obteve a nível regional (distrito de Leiria e concelho de Ourém) a terceira melhor média (12,06 valores).

Já a segunda melhor nota da região (12,16) foi conseguida pelo Colégio João de Barros, de Pombal, que surge assim como a escola mais bem classificada da rede privada e em 54º lugar no país.

O Colégio de S. Miguel (Fátima) que no ano passou encabeçou o ranking da região, ficou este ano em 6º lugar e no 67º a nível nacional.

A lista regional integra 34 escolas com ensino secundário, 24 dos quais da rede pública. Três das escolas não têm contudo lugar na tabela por terem realizado menos de 50 exames.

Quanto aos resultados por disciplina, a escola da Maceira conseguiu a 7ª posição a nível nacional nos exames de Física e Química A (com uma média de 13,21 valores), a 29ª em Matemática A (com 14,31) e a 39ª em Biologia e Geologia (12,92). Já em Português o melhor lugar a nível regional é do Colégio de S. Miguel, em Ourém, que com uma média de 13,45 valores, ficou classificado em 41º lugar.

Colégios lideram Top 5 nos exames do 9º ano

Os colégios lideram por sua vez o ranking regional das escolas com melhores resultados nos exames do 9º ano, ocupando os quatro primeiros lugares.

Destaca-se na primeira posição o Colégio Nossa Senhora de Fátima (Leiria), que manteve o 14º lugar a nível nacional. Seguem-se o Colégio Conciliar Maria Imaculada com o 48º lugar (subiu cinco lugares); o Externato Liceal de Albergaria dos Doze no 112º lugar (que desceu 30 lugares); e o Colégio João de Barros, no 142º.

A quinta melhor posição e a primeira pública é ocupada pela ES Raul Proença, de Caldas da Rainha, no 149º lugar de entre um total de 1.027 escolas.

Três escolas no top 10 dos percursos de sucesso

Já no top 10 das secundárias com mais percursos diretos de sucesso, destacam-se o Colégio de São Miguel, de Ourém, classificado com o segundo lugar a nível nacional, e a EB/S da Guia, de Pombal, que ficou na terceira posição. O oitavo lugar é ocupado pelo Instituto D. João V, também de Pombal.

Segundo explica o jornal Público, para o ranking dos percursos diretos de sucesso é avaliado o sucesso escolar dos alunos com base na percentagem de alunos que obtiveram positiva nos exames nacionais de duas disciplinas trienais do 12º ano, após um percurso sem retenções no secundário. O Ministério da Educação considera neste âmbito os dados relativos a três gerações de alunos, calculando a diferença entre a percentagem de “percursos de sucesso” em cada escola entre 2017 e 2019, e a média nacional dos alunos com desempenho anterior semelhante ao longo desses três anos.

Já no ranking dos percursos de sucesso no 3º ciclo do Ensino Básico, o Colégio Nossa Senhora de Fátima volta a ocupar lugar de destaque, sendo a segunda escola do país mais bem classificada.

Os resultados dos exames nacionais, que se reportam a 2019, foram divulgados pelo Ministério da Educação mais tarde do que o habitual em anos anteriores, surgindo poucos dias antes de começar a nova época de provas dos alunos dos 11º e 12º anos.

Posição das secundárias da região de Leiria no ranking nacional

* sem informação
Contexto socioeconómico 1 – escolas com valores mais desfavoráveis nas duas variáveis de contexto (pais menos escolarizados e mais alunos com ASE)
Contexto socioeconómico 2 – escolas com valores intermédios (menos jovens abrangidos pela ASE e pais mais escolarizados)
Contexto socioeconómico 3 – escolas com valores mais favoráveis nas duas variáveis
Fonte: jornal Público

(Notícia retificada dia 28 de junho, com correção do lugar ocupado pelo Colégio Nossa Senhora de Fátima nos exames do 9º ano, que voltou a garantir a 14ª posição a nível nacional)