Encontra-se no areal e foi idealizada para que os banhistas a alimentem com o lixo deixado na zona balnear.

A estrutura de ferro e redes em forma de baleia, imagem do projeto “Caça-plásticos”, nascido no ano passado e desenvolvido pelo Exploratório – Centro Ciência Viva de Coimbra, está de volta às praias das Paredes da Vitória e de São Martinho do Porto, ambas no concelho de Alcobaça.

O objetivo é tornar as zonas balneares mais amigas do ambiente e sensibilizar a população para a importância de manter estes espaços limpos.

Esta iniciativa ganhou no ano passado o terceiro prémio do concurso de “boas práticas”, que a levou ao reconhecimento internacional pela “Blue Flag” e pela “Foundation for Environmental Education” e volta com novidades em 2020.

Um dos novos desafios lançados é uma caça aos plásticos, convidando quem ali passa para dar um passeio pela praia e “recolher objetos plásticos” para, com eles, encher o interior da baleia”, informa a autarquia em comunicado.

Junto do animal gigante está um painel com a frase “Junta-te aos caça-plásticos”, de forma a incentivar todos aqueles que passam pela praia a ter boas práticas ambientais.

Há ainda atividades relacionado com “quem vive na minha praia”, onde os participantes podem “tirar uma foto de um local em que se verifique a existência de três seres vivos de diferentes espécies”; descobrir o porquê da água do mar ter cores diferentes ao longo do dia; ou até “identificar três cheiros que associamos à praia”, entre outras iniciativas.

As atividades ambientais são para todas as idades e podem ser um programa alternativo a um banho de sol ou a fazer castelos na areia. Através dos códigos QR (Quick Response), disponíveis no painel junto à baleia, os interessados podem aceder, através do telemóvel, a páginas de sensibilização ambiental e outras atividades.

As duas praias do concelho de Alcobaça têm os galardões de Bandeira Azul e Praia Acessível – Praia para Todos.