O concelho de Alcobaça registou sete dos 27 casos de infeção sinalizados desde ontem, quinta-feira, na região (distrito de Leiria e concelho de Ourém).

Já Peniche somou seis, Pombal cinco, Porto de Mós quatro, Caldas da Rainha dois, Marinha Grande dois e Leiria um. Com estes 27 novos casos (alguns dos quais ainda não contemplados no balanço diário da Comissão Distrital da Proteção Civil de Leiria), o total de casos confirmados cifra-se hoje em 1.179, enquanto as recuperações sobem para 991.

Nas últimas 24 horas, Leiria sinalizou seis doentes recuperados, enquanto os municípios de Alcobaça, Caldas da Rainha e Porto de Mós contabilizaram um cada. Feitas as contas, os casos ativos voltam a subir, fixando-se hoje em 145 (mais 18 do que ontem).

Na última semana, Pombal foi o município que contabilizou mais casos (19 dos 78 registados), tendo a Comissão Municipal de Proteção Civil (CMPC) vindo a público manifestar a sua preocupação.

Preocupada com o aumento de casos, Comissão de Proteção Civil de Pombal apela à população para redobrar cuidados Foto: CMP

“Os novos casos de contaminação devem-se, essencialmente, ao regresso pós-férias bem como a uma maior mobilidade e contactos entre cidadãos”, refere a autarquia em comunicado com base na informação partilhada pela Autoridade de Saúde Pública local na reunião que a Comissão realizou na quarta-feira para debater a situação epidemiológica do concelho e a articulação de procedimentos relativos ao arranque do ano letivo.

Face ao aumento de casos, que elevam para 120 o total do concelho, a CMPC apela à população, em especial aos cidadãos mais jovens, para redobrarem os cuidados e cumprirem todas as recomendações da Direção-Geral da Saúde, neste regresso pós-férias e às aulas, na utilização de transportes públicos, como também nas vindimas.

Depois de Pombal, foi Alcobaça que mais casos sinalizou na última semana (17), seguindo-se Leiria (12), Peniche (9), Porto de Mós (7), Caldas da Rainha (5), Ourém (3), Marinha Grande e Nazaré (2 cada), e Batalha e Figueiró dos Vinhos (1 cada).

Fonte: Comissão Distrital de Proteção Civil de Leiria, CimOeste, CimMédio Tejo e municípios

Entretanto, já hoje, e na sequência do surto detetado entre alguns funcionários e familiares do Lar Residencial de Évora de Alcobaça, Paulo Inácio, presidente da Câmara, revelou hoje, na sua página do Facebook, que todos os utentes foram testados, não havendo registo de casos de infeção.

Segundo o autarca, os testes foram realizados depois de quatro funcionários e dois familiares terem testado positivo.

“Já não restam dúvidas que infelizmente a segunda vaga está a chegar ao nosso país, numa época particularmente difícil que coincide com o início do ano letivo e o aproximar do período outono-inverno”, frisa Paulo Inácio, apelando à responsabilidade individual e coletiva para minimizar os riscos de propagação da doença.

Ao dia de hoje contabilizam-se no concelho de Alcobaça, 24 casos positivos de Covid-19, 162 casos de recuperação e 6…Publicado por Paulo Inácio em Sexta-feira, 11 de setembro de 2020

Portugal soma mais três óbitos e 687 casos de infeção

Mais três mortes, mais 687 novos casos de infeção, mais 203 doentes recuperados e mais 481 casos ativos resumem a evolução da situação epidemiológica no país nas últimas 24 horas.

Com mais dois óbitos na região de Lisboa e Vale do Tejo e um no Algarve, o total de morte em Portugal cifra-se hoje, sexta-feira, em 1.855.

Os casos confirmados sobem para 62.813, as recuperações para 43.644 e os casos ativos para 17.314.

O balanço diário da Direção-Geral da Saúde (DGS) revela ainda que há 404 doentes com Covid-19 internados (menos dois do que ontem), enquanto o número de pessoas hospitalizadas em cuidados internados desce para 54 (menos três).