O domingo nasceu tropical, com temperaturas anormais para a época do ano. Mas aquele 15 de outubro de 2017 revelou-se bem diferente do cenário paradisíaco que se quer num clima tropical.

Um incêndio de proporções nunca vistas destruiu praticamente todo o Pinhal de Leiria.

A ferida que apareceu naquele fim de tarde continua bem presente entre os que tiveram que fugir das chamas e do fumo intenso, prendendo bens ou algo tão pessoal como o “nosso” Pinhal do Rei.

Passam três anos sobre o incêndio onde arderam 9.480 hectares de área, o equivalente a 54% do território do concelho da Marinha Grande e 86% da Mata Nacional de Leiria.

Conheça na edição de 15 de outubro de 2020 o atual cenário da floresta da região e os planos de intervenção previstos.