Assinar
Leiria

Videovigilância da floresta reforçada com câmaras em drones e em veículos todo-o-terreno

Comunidade Intermunicipal da Região de Leiria anunciou 275 mil euros de investimento no alargamento do sistema já instalado

A Comunidade Intermunicipal da Região de Leiria anunciou hoje, em comunicado, que “vai dar início ao alargamento do sistema já instalado no território”, num investimento de 273 mil euros.

O atual sistema de videovigilância florestal e deteção automática de incêndios da região vai ser reforçado. Câmaras instaladas em drones e em veículos todo-o-terreno, são algumas das vertentes do projeto.

Atualmente, a região conta com um sistema, gerido pela GNR e pelo Centro Distrital de Operações de Socorro Leiria (CDOS), “através de dois Centros de Gestão e Controlos instalados em salas equipadas para o efeito”. Conta com nove torres de videovigilância e dois Centros de Gestão e Controlo, que cobrem 75% do território.

GNR e CDOS Leiria identificaram, no entanto, “a necessidade de aumentar as capacidades do sistema já existente”, nomeadamente ao nível da cobertura e da incorporação de “câmaras de vigilância do espectro visível infravermelho em drones e câmaras em veículos todo-o-terreno”, aponta o comunicado.

A instalação de Centros de Gestão e Controlo Móveis (GNR e CDOS) e o alargamento do videowall do CDOS, são outras componentes do projeto, revela a comunidade intermunicipal.

O sistema de videovigilância florestal e deteção automática de incêndios tem o objetivo de “reduzir o número de falsos alertas e aumento da fiabilidade dos alertas confirmados”, para além de visar “uma maior precisão na localização dos focos das ocorrências detetadas”.

Permite ainda “melhorar o dimensionamento dos meios deslocados para o combate dos incêndios e aperfeiçoamento do processo de monitorização das ocorrências, tendo por base o acesso remoto, centralizado e em tempo real”.

“Este projeto, de importância vital para a Região de Leiria, constitui uma das apostas estratégicas da Comunidade Intermunicipal da Região de Leiria, num território que ao longo dos anos tem demonstrado diversas fragilidades e vulnerabilidades ao fenómeno das secas e fogos florestais”, refere o comunicado.

O investimento no reforço do sistema ocorre no âmbito de uma candidatura aprovada ao POSEUR – Programa Operacional Sustentabilidade e Eficiência no Uso de Recursos.

Apoie o REGIÃO DE LEIRIA

Se chegou até aqui é porque este é um texto que lhe interessa. Por detrás dele há uma equipa e um conjunto de recursos que custam dinheiro e que, para continuarem a existir, precisam da sua ajuda. Gostávamos de lhe explicar como.