Assinar
Ourém

Ourém anuncia adesão a rede nacional de apoio à integração de migrantes

A decisão surge na sequência de um convite do Alto Comissariado para as Migrações.

Ourém vai passar a integrar a Rede Nacional de Centros Locais de Apoio à Integração de Migrantes, anunciou hoje a Câmara local.

A decisão surge na sequência de um convite do Alto Comissariado para as Migrações, explica a autarquia em comunicado. 

A Rede Nacional de Centros Locais de Apoio à Integração de Migrantes (CLAIM) chega a um concelho que é “um dos concelhos com maior concentração de migrantes do distrito de Santarém, contando em 2019 com 2170 cidadãos estrageiros regularizados”, reforça a autarquia.

A Câmara de Ourém “já dispõe de um Gabinete de Apoio ao Emigrante (GAE) mas as competências dos Centros Locais de Apoio à Integração de Migrantes são diferentes”, explica a mesma nota. É que vão além da componente informativa e apoiam “o processo de acolhimento e integração dos migrantes, articulando com as diversas estruturas locais e promovendo a interculturalidade a nível local”.

Os CLAIM, especifica ainda a nota da autarquia, “prestam apoio e informação geral em diversas áreas, tais como, regularização, nacionalidade, reagrupamento familiar, habitação, retorno voluntário, trabalho, saúde, educação, entre outras questões do quotidiano”.

A proposta de protocolo entre as duas entidades foi aprovada pelo executivo, dia 18, por unanimidade.

Apoie o REGIÃO DE LEIRIA

Se chegou até aqui é porque este é um texto que lhe interessa. Por detrás dele há uma equipa e um conjunto de recursos que custam dinheiro e que, para continuarem a existir, precisam da sua ajuda. Gostávamos de lhe explicar como.