Assinar


Sociedade

Proteção civil emite aviso devido à chuva e vento fortes e agitação marítima

Entre hoje e terça-feira prevê-se a queda de chuva forte, associada a vento com rajadas fortes.

A autoridade de proteção civil emitiu hoje um aviso devido ao mau tempo previsto para as próximas 24 horas, com chuva intensa nas regiões norte e centro, vento também forte e agitação marítima na costa ocidental.

Segundo a Autoridade Nacional de Emergência e Proteção Civil (ANEPC), entre hoje e terça-feira prevê-se a queda de chuva forte, associada a vento com rajadas fortes, queda de neve, em especial na Serra de Estrela-Torre, e agitação marítima forte na costa ocidental.

As previsões do Instituto do Mar e da Atmosfera (IPMA) indicam, para o distrito de Leiria, na terça-feira, períodos de chuva por vezes forte e persistente que podem ser acompanhados de trovoada.

O distrito vai estar sob aviso amarelo devido à precipitação entre as 6 e as 12 horas de 9 de fevereiro.

Prevê-se ainda, para o mesmo dia, vento forte do quadrante oeste, com rajadas até 80 quilómetros por hora e 110 quilómetros por hora nas terras altas.

Entre as 3 e as 18 horas de terça-feira, estará em vigor um aviso amarelo para o distrito de Leiria por causa do vento forte.

O agravamento do estado do tempo terá também influência na agitação marítima, motivo pelo qual o IPMA ativou o aviso amarelo a partir das 12h27 de hoje, segunda-feira, até às 21 horas.

O aviso volta a estar em vigor entre as 6 e as 18 horas de 9 de fevereiro, hora a partir do qual passa a aviso laranja, com ondas de oeste/noroeste com 5 a 7 metros, que podem atingir uma altura máxima de 10 a 12 metros.

A partir das 9 horas de 10 de fevereiro, quarta-feira, o aviso relativo à agitação marítima regressa ao amarelo e permanece até às 18 horas, período durante o qual as ondas poderão atingir os 4 a 5 metros.

Devido às condições meteorológicas descritas, o piso rodoviário estará escorregadio, pode haver cheias rápidas nas zonas urbanas e em estruturas urbanas subterrâneas com deficiente drenagem e em locais historicamente mais vulneráveis e quedas de ramos ou árvores.

Assim, a ANEPC recomenda que sejam desobstruídos os sistemas de escoamento das águas pluviais e retirados objetos que possam ser arrastados ou criem obstáculos ao escoamento das águas.

Nas estradas condutores devem reduzir a velocidade e evitar a circulação em vias afetadas pela acumulação de neve.

Nas vias afetadas pela acumulação de água são desaconselhadas viagens com crianças, idosos ou pessoas com necessidades especiais e deve-se ter especial cuidado na circulação junto da orla costeira e zonas ribeirinhas.

RL com Lusa

Apoie o REGIÃO DE LEIRIA

Se chegou até aqui é porque este é um texto que lhe interessa. Por detrás dele há uma equipa e um conjunto de recursos que custam dinheiro e que, para continuarem a existir, precisam da sua ajuda. Gostávamos de lhe explicar como.