Assinar

Praxe solidária da Escola de Saúde de Leiria angaria verbas para o hospital

Alunos de todos os cursos foram desafiados a contribuir com um valor monetário destinado à aquisição de bens indicados pelo CHL.

Imagem da entrada principal do Hospital de Santo André em Leiria

O grupo responsável pela praxe da Escola Superior de Saúde de Leiria (ESSLei) do Politécnico de Leiria está a organizar uma recolha de verbas para apoiar o Hospital de Santo André.

“Percebemos que muitas vezes as praxes não têm a melhor reputação, devido ao comportamento de alguns estudantes. O nosso grupo entende que a praxe deve servir para formar os nossos estudantes, tornando-os melhores pessoas e com os melhores valores”, disse à agência Lusa Bernardo Ribeiro, um dos impulsionadores da ideia.

Os responsáveis pela praxe da ESSLei desafiaram, assim, os alunos de todos os cursos da escola a contribuírem com um valor monetário, cujo montante total será revertido na aquisição de bens indicados pelo Centro Hospitalar de Leiria, que integra os hospitais Santo André, em Leiria, Distrital de Pombal e Bernardino Lopes de Oliveira, em Alcobaça.

“Já falámos com os responsáveis do hospital, com quem voltaremos a conversar, quando tivermos o montante final, para nos dizerem quais são as necessidades do momento, tendo em conta o valor que for angariado”, explicou o finalista de Fisioterapia.

Segundo Bernardo Ribeiro, a iniciativa, que poderá servir para angariar equipamentos ou outro tipo de bens para o conforto de profissionais de saúde e utentes, foi recebida de braços abertos pelos colegas.

“É verdade que estas ações solidárias deveriam ser feitas mais vezes. Nem sempre inovamos”, admitiu, ao confessar que, por vezes, acabam por estar “mais focados” nas praxes tradicionais.

O estudante revelou ainda que “houve um curso inteiro que se uniu e deu um valor total, o que demonstra o espírito de união, que também se pretende ter nestas iniciativas”.

Bernardo Ribeiro frisou a importância de realçar a “união”, num momento em que os estudantes não estão juntos devido à pandemia da covid-19.

A escolha do hospital de Leiria como beneficiário da ação é simples: “Como escola de saúde, queremos dar o exemplo e ajudar aqueles que serão os nossos futuros colegas. Fazemos hoje por eles o que gostaremos que façam um dia mais tarde por nós”.

Recordando os aplausos à janela dos cidadãos, como forma de “homenagear os profissionais de saúde”, Bernardo Ribeiro adiantou que “mais importante do que bater palmas à janela é ter um papel ativo a contribuir”.

Para já, a angariação está restrita à ESSLei, mas o estudante admitiu que a iniciativa poder-se-á estender a outras escolas do Politécnico de Leiria.

Apoie o REGIÃO DE LEIRIA

Se chegou até aqui é porque este é um texto que lhe interessa. Por detrás dele há uma equipa e um conjunto de recursos que custam dinheiro e que, para continuarem a existir, precisam da sua ajuda. Gostávamos de lhe explicar como.