Assinar
Leiria Exclusivo

Remoção de amianto na ESECS aguarda apreciação da Direção-Geral do Tesouro e Finanças

Em causa está a remoção de mais de 7.700m2 de fibrocimento, intervenção avaliada em 1,8 milhões de euros.

imagem exterior do edifício mais antigo da escola superior de educação e ciências sociais de leiria

É urgente, foi considerada como Prioridade 1 na resolução aprovada em Conselho de Ministros e aguarda “apenas” pela apreciação da Direção-Geral do Tesouro e Finanças (DGTF) para avançar. A remoção de mais de 7.700m2 de fibrocimento na Escola Superior de Educação e Ciências Sociais (ESECS), em Leiria, uma ambição antiga do Politécnico de Leiria, está avaliada em 1,8 milhões de euros e demorará cerca de 16 semanas.