Assinar
Mercado

Lusiaves investe 15 milhões em fábrica na Guia que criará 100 empregos

A unidade industrial destina-se à produção de produtos preparados e transformados de carne de aves

O grupo Lusiaves vai instalar uma unidade de produção alimentar na Guia, no concelho de Pombal, que “disporá das tecnologias mais avançadas”, terá “um impacto ambiental reduzido” e corresponde a um investimento superior a 15 milhões de euros.

“A futura Lusiaves Fablab, a construir na Zona Industrial da Guia, faz parte de um conjunto de unidades de que integram o grupo, cuja missão é produzir e oferecer aos clientes produtos alimentares de qualidade, inovadores e competitivos”, explicou a empresa esta terça-feira, dia 11.

O projeto em curso, que criará 100 novos postos de trabalho, sobretudo especializados, “é mais uma forma de termos uma resposta rápida e flexível às expectativas e necessidades dos consumidores, que apresentam, cada vez mais, exigências muito personalizadas e diferenciadas; queremos conseguir isso através de forte inovação”, adianta o administrador da área industrial, Carlos Caldeira, citado no comunicado.

A fábrica destina-se à produção de produtos preparados e transformados, de carne de aves e, segundo a empresa, “recorre às mais avançadas tecnologias disponíveis para o sector, com a adoção das melhores práticas conhecidas na produção e transformação de carne de aves, de forma a obter uma melhoria contínua da textura e composição nutricional dos alimentos, através de processos naturais de produção”.

Segundo a Lusiaves, “será dotada das melhores técnicas disponíveis para a prevenção e minimização de possíveis impactos associados, nomeadamente de medidas que garantam o consumo sustentável dos recursos naturais e a gestão adequada dos subprodutos e das águas residuais, procedendo-se ao seu tratamento e reutilização”.

O recrutamento dos trabalhadores [profissionais de engenharia alimentar, engenharia industrial, gestão de produto e operadores das mais diferentes áreas] “privilegiará as candidaturas de pessoas” da Guia e do concelho de Pombal ou zonas limítrofes, e a empresa garante ainda que “todos os esforços são orientados para obter elevados padrões de qualidade e segurança alimentar e de sustentabilidade, integrando sistemas de automação”.

Lusiaves Fablab

O edifício será envolvido por espaços verdes e as suas fachadas revestidas por materiais que permitam um enquadramento natural na área envolvente

O parque de estacionamento será preparado para viaturas elétricas

Haverá um parque de bicicletas para utilização dos colaboradores

Na plantação arbórea que vai ser feita serão privilegiadas espécies da região, como, por exemplo, carvalhos, pinheiros mansos e nogueiras

Através de painéis fotovoltaicos é garantida produção de energia elétrica renovável para o fornecimento da Lusiaves Fablab

A produção da contará com implementação de tecnologia de ponta, que “irá fazer com que o trabalho dos colaboradores seja mais eficiente, confortável e seguro”

Apoie o REGIÃO DE LEIRIA

Se chegou até aqui é porque este é um texto que lhe interessa. Por detrás dele há uma equipa e um conjunto de recursos que custam dinheiro e que, para continuarem a existir, precisam da sua ajuda. Gostávamos de lhe explicar como.