Assinar
Pombal

Pombal cria mais cinco parques para “monstros”

Os espaços reservados a depósito de resíduos domésticos volumosos têm novos parques.

Almagreira, Carriço, Louriçal, Mata Mourisca e Pelariga são os cinco novos locais que vão acolher parques destinados ao depósito de resíduos domésticos volumosos no concelho.

O Município de Pombal refere, em comunicado, que o investimento superior a 130 mil euros, “vem dar resposta a uma necessidade de dotar o concelho com condições de recolha de resíduos domésticos volumosos” e também de “procurar disciplinar a má utilização dada aos contentores de resíduos”.

A estas novas localizações juntam-se outros espaços destinados a recolher os “monstros” e que já se encontram em funcionamento no concelho: Abiul, Albergaria dos Doze, Redinha, Santiago de Litém e Vermoil, desde 26 de janeiro de 2021.

Segundo a autarquia, os espaços estão destinados exclusivamente a utilizadores domésticos residentes no concelho de Pombal e o funcionamento de cada parque e horário de abertura são assegurados pelas respetivas Juntas de Freguesia, em conjunto com a Câmara Municipal de Pombal.

Os “monstros”, após o depósito, ficam devidamente vedados. No local, está ainda montado um sistema de vigilância de modo a “evitar uma má utilização dos contentores”, e existe mais um contentor para depósito dos resíduos.

Nestes parques não são aceites resíduos provenientes de construções e demolições; pneus e quaisquer outros resíduos provenientes de oficinas; resíduos perigosos (telhas lusalite, tintas, lã de rocha, entre outros); resíduos industriais; cartões, plásticos diversos; lixos domésticos; resíduos verdes (relvas, palmeiras, ramos, etc.), entre outros.

Com o objetivo de incutir comportamentos corretos, evitar coimas e ajudar o ambiente, o município recomenda, sempre que haja dúvidas sobre qual o destino final de um determinado resíduo, que os residentes contactem os serviços municipais (recolhademonstros@cm-pombal.pt ) para esclarecer as suas dúvidas.

Apoie o REGIÃO DE LEIRIA

Se chegou até aqui é porque este é um texto que lhe interessa. Por detrás dele há uma equipa e um conjunto de recursos que custam dinheiro e que, para continuarem a existir, precisam da sua ajuda. Gostávamos de lhe explicar como.