Assinar


Mercado

Centro Empresarial da Marinha Grande apoia empreendedorismo e emprego

O centro empresarial já se encontra a funcionar, mas, devido à pandemia da covid-19, só hoje foi inaugurado

O Centro Empresarial da Marinha Grande, inaugurado hoje, está a apoiar o empreendedorismo e o emprego e irá ainda ser dotado de um parque de ciência e tecnologia, disse à Lusa a presidente do Município.

“O Centro Empresarial Municipal da Marinha Grande é estratégico para a dinamização do verdadeiro ‘cluster’ de ciência, engenharia e ‘design’ que temos naquele local. O objetivo é criar a dinâmica necessária de apoio, quer à empregabilidade quer à criação do Gabinete de Apoio ao Empresário e Empreendedorismo”, adiantou Cidália Ferreira (PS).

O centro empresarial já se encontra a funcionar, mas, devido à pandemia da covid-19, só hoje foi inaugurado pela ministra da Coesão Territorial, Ana Abrunhosa, que aproveitou para esclarecer os empresários sobre quais os apoios e fundos comunitários que a tutela tem vindo a trabalhar e a disponibilizar.

Segundo explicou a presidente, o Centro Empresarial foi construído em 1998, no âmbito do pacto territorial, mas “nunca cumpriu aquilo que se pretendia com o pacto” e foi utilizado apenas pelo Politécnico de Leiria até à construção do Centro de Desenvolvimento Rápido e Sustentável do Produto.

Quando assumiu a presidência da Câmara da Marinha Grande, no distrito de Leiria, Cidália Ferreira assinou um novo pacto territorial e requalificou o espaço, onde estão a funcionar associações empresariais e o “próprio IEFP” (Instituto do Emprego e da Formação Profissional. “O auditório tem servido para os cursos de formação e requalificação de desempregados. A presença do IEFP permite a articulação necessária entre aquilo que é o desenvolvimento empresarial e o fator de empregabilidade”.

A autarca referiu ainda o ‘cluster’ que irá nascer no Centro Empresarial com a criação do parque de ciência e tecnologia, cujo memorando foi assinado recentemente em reunião de câmara.

“Este parque conta com os vários parceiros, como é exemplo o Centimfe [Centro Tecnológico da Indústria de Moldes, Ferramentas Especiais e Plásticos], naquilo que é a sua especialização científica, de conhecimento e inovação, criando uma estratégia no interesse coletivo para os desígnios do nosso país”, afirmou.

Cidália Ferreira não apontou datas para a abertura deste parque, informando que estão a ser dados “todos os passos burocráticos”, nomeadamente o estudo de viabilidade económico-financeira.

“O parque tecnológico vai iniciar-se com a criação de uma associação, que depois vai dinamizar toda a estrutura juntamente com os parceiros”, reforçou, ao salientar que a Marinha Grande” é um bom centro de investimento e as empresas continuam a investir”.

“No vidro, por exemplo, somos um dos maiores fabricantes de vidro de qualidade da Europa”, rematou.

Apoie o REGIÃO DE LEIRIA

Se chegou até aqui é porque este é um texto que lhe interessa. Por detrás dele há uma equipa e um conjunto de recursos que custam dinheiro e que, para continuarem a existir, precisam da sua ajuda. Gostávamos de lhe explicar como.