Assinar
Leiria

Baixa preço dos quartos em Leiria, mas aumenta o das casas

Os preços caíram 4,1%, para uma média mensal de 205 euros

O preço médio de quartos para arrendar em casa partilhada diminuiu devido à pandemia, mas este efeito não se sentiu no imóveis para arrendamento, nem para venda, no distrito de Leiria, que evoluíram em sentido oposto.

A Imovirtual revelou que o preço médio de imóveis para arrendamento anunciados em agosto na plataforma de imobiliário colocou Leiria em 12º lugar nos distritos do país. Em termos homólogos, registou-se um aumento de 4,1% em relação a igual mês de 2020.

O preço médio do arrendamento era de 486 euros em agosto de 2020 e evoluiu para 506 euros no mês passado. O distrito de Lisboa apresenta o valor mais elevado (1.288 euros) e Bragança o mais baixo (380).

No caso dos imóveis para venda, os dados da Imovirtual colocam Leiria na 7ª posição entre os distritos mais caros do país. Em agosto, uma casa custava em média 242.321 euros, mais 8,9% do que os 222.487 apurados em igual mês do ano passado.

O distrito de Lisboa lidera a tabela, com uma casa a custar em média 585.837 euros, enquanto a Guarda surge na última posição (113.201 euros).

Segundo outra plataforma de imobiliário, a Idealista, a oferta de quartos para arrendar aumentou no último ano. Em resultado, os preços caíram 4,1% em Leiria, para uma média mensal de 205 euros.

A oferta em Portugal cresceu 32% no último ano, provocando descidas nos preços em Lisboa (4,2%) e no Porto (2,4%), face aos 12 meses anteriores. Os valores também caíram em Aveiro (6,3%), Leiria (4,1%) e Setúbal (0,4%). Em Coimbra mantiveram-se, mas em Faro aumentaram 5,4% e em Braga subiram 3%.

A cidade de Lisboa continua a ter os quartos mais caros (356 euros), seguida pelo Porto (292). As cidades mais baratas são Coimbra (203 euros) e Leiria (205).

A idade média dos habitantes de uma casa partilhada varia em função da zona geográfica, sendo Setúbal a cidade com a média mais alta, 35 anos. Em Leiria, Faro e Porto, é de 31 anos nas três cidades.

No que respeita à venda de imóveis, comparando os preços médios da Imovirtual de agosto de 2021 com igual período do ano anterior, verifica-se um crescimento a nível nacional de 7,1%, passando de 341.145 euros para 365.264 euros. Face ao mês anterior de julho, assiste-se a uma diminuição de 1,8% (foi de 371.880 euros).

No segmento de arrendamento, os preços diminuem desde 2019. Agosto último fica marcado por uma diminuição de 3,2%, comparando os 1.019 euros agora registados com os 1.053 euros de igual período de 2021. Neste caso, o distrito de Leiria está em contraciclo com os dados nacionais.

Em Portugal, o preço médio de arrendamento apresenta alguma estabilidade, marcada por um acréscimo de apenas 0,7% em agosto em comparação com o mês imediatamente anterior (1.012 para 1.019 euros).

Apoie o REGIÃO DE LEIRIA

Se chegou até aqui é porque este é um texto que lhe interessa. Por detrás dele há uma equipa e um conjunto de recursos que custam dinheiro e que, para continuarem a existir, precisam da sua ajuda. Gostávamos de lhe explicar como.