Assinar
Batalha Exclusivo

Há 40 anos que Luís Ceiça vive intensamente o Mosteiro

É o mais antigo funcionário do Mosteiro de Santa Maria da Vitória, na Batalha. Uma ligação de quatro décadas que vai muito além das funções que desempenha profissionalmente no monumento.

Luís Ceiça trabalha no Mosteiro da Batalha desde 1981 Joaquim Dâmaso

Não tem vergonha em admiti-lo: já chorou por causa do Mosteiro da Batalha. Por estar comovido, triste ou esmagado pela imponência do monumento que, a vida, lhe colocou como morada de mais de 40 anos. Batalhense, é o funcionário mais antigo do monumento que dá identidade à vila, confere uma narrativa à independência lusa e oferece património reconhecido pela sua valia para a Humanidade.