Assinar


Pombal

Prisão preventiva para detido em Pombal por violência doméstica sobre a ex-mulher

Além dos maus-tratos reiterados durante e após o casamento, o arguido também agrediu e ameaçou de morte as filhas.

Um homem de 50 anos, detido na quarta-feira em Pombal pelo crime de violência doméstica agravado, vai aguardar julgamento em prisão preventiva.

Segundo a GNR, o suspeito molestou reiteradamente a sua ex-mulher, infligindo-lhe maus-tratos físicos, sexuais, verbais e psicológicos, e agrediu ainda fisicamente as filhas de ambos, maiores de idade.

O casal estava divorciado há cerca de dois anos, mas o suspeito “manteve um comportamento de controlo e perseguição contra a vítima e as filhas, ameaçando-as de morte e limitando-as na sua liberdade, de forma consecutiva”, refere ainda a GNR em comunicado.

O arguido, que já foi condenado por crimes de roubo e de coação sexual na forma e já beneficiou da suspensão provisória do processo pelo crime de violência doméstica, foi presente ao Tribunal Judicial de Leiria, tendo o juiz determinado a medida de coação mais grave: prisão preventiva.

No site oficial da Procuradoria da República da Comarca de Leiria, o Ministério Público acrescenta que, durante o casamento, o arguido “insultava a vítima, exigia-lhe e forçava-a a ter relações sexuais com ele contra a sua vontade, não permitia que a mesma trabalhasse, rasgava-lhe a roupa que entendia não ser apropriada, intimidava-a e manipulava-a”.

E chegou a ameaçar matar-se “com uma arma de fogo que chegou a empunhar”.

Mais recentemente, já depois do divórcio, o indivíduo passou a seguir a ex-mulher, de 47 anos, “regular e sistematicamente, no concelho de Pombal, deixando-a em permanente estado de intranquilidade” e “dirigiu-lhe, também, por intermédio das filhas de ambos, ameaças de morte”.

A investigação é dirigida pelo Ministério Público da Unidade Local de Pombal do Departamento de Investigação e Ação Penal da Comarca de Leiria, com a coadjuvação do Núcleo de Investigação e de Apoio a Vítimas Específicas (NIAVE) da GNR de Leiria.

Entretanto, esta semana, o Tribunal de Leiria condenou a seis de prisão um homem, de 48 anos, que tentou matar a ex-mulher em Leiria.

Já um outro indivíduo, de 54 anos, detido pela PSP em Pombal, depois de ter agredido a mulher em outubro e no dia de Natal, ficou obrigado a sair de casa e proibido de contactar a vítima.

Em meados do mês, a GNR de Leiria deteve um homem de 65 anos por suspeita de maus-tratos reiterados sobre a ex-mulher com quem coabitava. Presente a tribunal, ficou impedido de se aproximar ou contactar a vítima, tendo ficado sujeito ao uso de pulseira eletrónica para controlo desse afastamento

Contactos e números de emergência

Associação Mulher Século XXI
Largo Rainha Santa Isabel, Nº1 r/c Dto 2410-165 Leiria
Tel. 244 821 728
Tlm. 964 854 462
Tlm. 910 908 368
email. geral@mulherseculoxxi.com
Centro de Atendimento às Vítimas de Violência Doméstica
244 821 728
Linha de Apoio à Vítima Idosa de Violência Doméstica (chamada gratuita)
800 210 340

Outros contactos

112 – Número de telefone de emergência único europeu (chamada gratuita)
144 – Linha Nacional de Emergência Social
800 202 148 – Serviço de Informação a Vítimas de Violência Doméstica (CIG – Comissão para a Cidadania e a Igualdade de Género)
116 006 – Linha de Apoio à Vítima (APAV – Apoio à Vítima) (chamada gratuita – Dias úteis das 8 às 22 horas)
SMS – 3060

Inquérito de satisfação aos leitores

Com este inquérito, o REGIÃO DE LEIRIA tem por objetivo conhecer a opinião dos leitores e melhorar o serviço que presta. Para esse fim, pedimos 5 minutos do seu tempo para responder a um questionário.