Assinar
Cultura Exclusivo

Espaço Serra, lugar de inspiração, criação e contaminação

A casa que viu nascer os Silence 4 é o coração onde agora palpita um projeto cultural que, em menos de quatro anos, atraiu às Cortes dezenas de artistas nacionais e estrangeiros. O Serra quer ir mais além, fazer amigos e ajudar Leiria a crescer.

A paisagem, definida pelo recorte da Maúnça, é inseparável do projeto do Serra - a começar pelo nome Joaquim Dâmaso

Leonardo Rito é quase sempre o primeiro a cruzar o portão castanho. “Chego cedinho, por volta das 9”. Lê um pouco até virem outros artistas. “Fumamos uns cigarros ao sol, bebemos um chá e cada um vai para o seu casulo trabalhar”. Nas pausas, o artista plástico percorre os “casulos” dos outros para dois dedos de conversa, antes de voltar ao trabalho. Ao almoço, reencontram-se, “ao sol”, se possível. E a tarde prossegue, mansamente, com a serra da Maúnça ali ao lado, a inspirar. É assim um dia no Serra, projeto herdeiro da famosa Casa da Reixida que nos anos 90 viu nascer os Silence 4. Ali, nas Cortes, músicos, pintores, ceramistas, produtores multimédia vivem esta aventura que tem atraído artistas de cá e de muitos pontos do mundo.