Assinar


Caldas da Rainha

Prisão preventiva para suspeito de tentativa de homicídio da mulher

Vítima foi socorrida por vizinhos, transportada ao hospital e submetida a uma intervenção cirúrgica.

homem de punhos cerrados a ameaçar mulher
Arquivo

O homem indiciado pela tentativa de homicídio qualificado da mulher, nas Caldas da Rainha, vai aguardar julgamento em prisão preventiva, divulgou o Ministério Publico de Leiria.

O homem, de 62 anos, indiciado da prática de um crime de homicídio qualificado, na forma tentada, foi presente a tribunal de turno, que determinou que “o arguido aguardasse os ulteriores termos do inquérito sujeito à medida de coação de prisão preventiva”, pode ler-se na página do Ministério Público (MP).

O homem foi detido em flagrante delito pela PSP da Esquadra das Caldas da Rainha no dia 10, na residência onde habitava com a vítima, de 58 anos, com quem vivia maritalmente, no concelho das Caldas da Rainha.

De acordo com o MP, arguido “muniu-se com uma faca de 20 cm de lâmina e dirigiu-se ao quarto onde a vítima estava deitada” e “desferiu-lhe um golpe com a faca no corpo, atingindo-a no braço esquerdo”.

A mulher “levantou-se e tentou sair de casa, tendo sido seguida pelo arguido, que a alcançou no corredor, onde lhe desferiu uma facada na zona abdominal, assim lhe provocando um ferimento que sangrou abundantemente”, pode ler-se na mesma página.

Após a agressão, a vítima foi socorrida por vizinhos, transportada ao hospital e “aí submetida a uma intervenção cirúrgica, de forma a debelar o ferimento abdominal provocado pelo arguido”, acrescenta o MP.

O caso foi divulgado na passada sexta-feira pela PSP, que em comunicado explicou que a agressão tinha tido lugar pelas 23 horas do dia anterior, altura em que “alguns vizinhos residentes no mesmo prédio ouviram os gritos de aflição”, tendo solicitado socorro através do número 112.

A PSP montou um dispositivo no terreno, envolvendo várias valências policiais, para “evitar possíveis fugas do suspeito do local onde ocorrera a tentativa de homicídio em contexto de violência doméstica” e encontrou “a vítima, ensanguentada e em estado grave”, na residência do casal.

Aquando da chegada dos polícias, “o agressor fechou-se no interior da residência” e deixou de responder aos chamamentos dos agentes que verificavam a eventual existência de armas de fogo”, pode ler-se no comunicado.

Face ao comportamento do alegado agressor, os agentes optaram por arrombar a porta, intercetando e detendo o suspeito. A vítima foi submetida a uma intervenção cirúrgica no Centro Hospitalar do Oeste – Unidade de Caldas da Rainha e o agressor foi hospitalizado “visto ter ingerido previamente dezenas de comprimidos e consumido bebidas alcoólicas”, informou na altura a PSP.

Apoie o REGIÃO DE LEIRIA

Se chegou até aqui é porque este é um texto que lhe interessa. Por detrás dele há uma equipa e um conjunto de recursos que custam dinheiro e que, para continuarem a existir, precisam da sua ajuda. Gostávamos de lhe explicar como.