Assinar
SOS Ucrânia

É deslocado da Ucrânia e reside em casa de familiares ou acolheu refugiados em casa? Saiba como e onde pedir apoios

Gabinetes e linhas de apoio estão em funcionamento em vários municípios da região.

Nas últimas semanas, têm chegado centenas de cidadãos ucranianos à região: alguns alojados em centros de acolhimento temporário criados pelas autarquias, outros acolhidos na casa de familiares ou de residentes locais que quiseram ajudar.

Na primeira situação, as autarquias ou juntas de freguesia realizam um acompanhamento próximo e diário para tratar das questões burocráticas e prestar todos os apoios necessários neste recomeço de vida.

Já no segundo panorama, este acompanhamento não é imediato e têm surgido várias dúvidas: como é que posso pedir ajuda para arranjar emprego? E ter acesso a bens alimentares? E quem é que me pode ajudar a encontrar uma habitação?

No concelho de Leiria, para dar resposta a necessidades alimentares, a Câmara Municipal está a sinalizar famílias que “estejam com alguma fragilidade e precisem de ajuda”, facultando-lhes “cabazes e produtos alimentares”, adianta ao REGIÃO DE LEIRIA a vereadora Ana Valentim, com o pelouro da Ação Social.

Este trabalho de identificação, explica, está a ser realizado por um equipa de voluntárias ucranianas, ligadas à “task force” do estádio, e os cabazes são constituídos por produtos doados pelo grupo Jerónimo Martins.

Ana Valentim frisa ainda que as famílias ucranianas se podem deslocar ao estádio municipal, onde funciona o Balcão de Atendimento Integrado Misto para deslocados da Ucrânia, ou ao Centro Local de Apoio à Integração de Migrantes, junto ao Balcão Único do Município de Leiria.

Nestes locais, pode recolher informação sobre a documentação necessária para efetuar o pedido de proteção no Serviço de Estrangeiros e Fronteiras (SEF), informações sobre alojamento disponível, educação, saúde, entre outras.

No município da Nazaré, já existe também um balcão de atendimento para prestação de informações e apoio a deslocados ucranianos, na Biblioteca Municipal da Nazaré. O serviço pode ser solicitado de forma presencial ou à distância, através do email: pelaucrania@cm-nazare.pt ou do contacto 960 215 502.

Na Marinha Grande, está igualmente disponível um balcão de Atendimento Integrado Misto, no Serviço Local de Segurança Social, em coordenação com o SEF. Para usufruir deste serviço, deve fazer marcação prévia, ligando para o número: 300 502 502 (da Segurança Social).

Existem ainda linhas de apoio para as quais todos os cidadãos ucranianos deslocados ou que estejam a acolher familiares podem ligar, quer seja para pedir apoio psicológico, social ou de alojamento: em Ourém, é através do número 917 260 648, e em Pombal, do contacto 236 210 578 ou do email sos-ucrania@cm-pombal.pt.

(Notícia em atualização)

Apoie o REGIÃO DE LEIRIA

Se chegou até aqui é porque este é um texto que lhe interessa. Por detrás dele há uma equipa e um conjunto de recursos que custam dinheiro e que, para continuarem a existir, precisam da sua ajuda. Gostávamos de lhe explicar como.