Assinar
Saúde

Hospital de Leiria ganha primeira sala robotizada de raio X

Equipamento representa um investimento de 301 mil euros. Nos próximos anos, também os hospitais de Alcobaça e Pombal vão receber “novas” salas de raios X.

A primeira sala robotizada de raio X do Centro Hospitalar de Leiria (CHL), localizada no Serviço de Imagiologia do Hospital de Santo André (HSA), em Leiria, já entrou em funcionamento.

O novo equipamento representa um investimento de cerca de 301 mil euros e vem substituir uma mesa de raio X convencional.

“Este é um equipamento de última geração com sistema robotizado, com simplificação dos procedimentos técnicos, incremento na qualidade das imagens obtidas e com redução muito considerável de dose a que expomos os nossos doentes”, explica Vítor Pardal, diretor do Serviço de Imagiologia do CHL.

O novo equipamento, de radiologia robotizado de Aquisição Digital Direta com detetores flat panel, destina-se “à realização de todo o tipo de estudos de radiologia convencional, de ambulatório, mas também de Urgência, a adultos e crianças, com detetores dedicados, explica o CHL em comunicado.

Além da aquisição e montagem do novo equipamento, o investimento realizado incluiu todos os trabalhos necessários para a substituição do equipamento de radiologia convencional existente, bem como as obras essenciais para adequar a sala ao novo conceito, ao nível do pavimento, das instalações elétricas e do sistema de ventilação, e a colocação de um sistema de sinalização luminosa e informativa de emissão de radiação ionizante.

Para Licínio de Carvalho, presidente do conselho de administração do CHL, este é “mais um passo em frente na modernização” do centro hospitalar. “E não queremos ficar por aqui. Consideramos avançar com a transformação de mais uma sala afeta à Urgência até ao final deste ano, e nos próximos anos pretendemos substituir as salas de raios X nos hospitais de Alcobaça e Pombal”, acrescenta, citado em comunicado.

Apoie o REGIÃO DE LEIRIA

Se chegou até aqui é porque este é um texto que lhe interessa. Por detrás dele há uma equipa e um conjunto de recursos que custam dinheiro e que, para continuarem a existir, precisam da sua ajuda. Gostávamos de lhe explicar como.