Assinar
Cultura

Beira Rio: Três dias para festejar o Orfeão de Leiria com música e dança

Alunos e famílias, professores e funcionários do conservatório convivem numa festa aberta ao público, que arranca na sexta-feira, dia 17 de junho, e promove mais de 50 momentos artísticos até domingo.

A festa de final de ano letivo do Orfeão volta a animar a margem do Lis, depois de dois anos em formato online devido à pandemia Orfeão de Leiria

São cerca de 700 os músicos e bailarinos que vão atuar no festival Beira Rio, a festa que o Orfeão de Leiria preparou para cinco palcos, que vão receber mais de meia centenas de espetáculos e atuações entre 17 e 19 de junho.

A abertura será no Teatro José Lúcio da Silva, na sexta-feira, às 19h30, com o espetáculo de dança e música “Gentes da nossa terra”, com participação da Orquestra de Cordas do Orfeão de Leiria, dirigida por Luís Miguel Casalinho.

Mas nesta sexta edição há muito mais para ver e ouvir nos palcos do Jardim Luís de Camões, Museu de Leiria, Igreja de Santo Agostinho e Moinho do Papel:

“É uma verdadeira maratona, um momento de festa para alunos, famílias, professores e toda a equipa do Orfeão, que mostra aqui todo o trabalho que fazemos na música e na dança, a nível de conjunto e individual, com orquestras e coros”, afirma Vítor Lourenço, presidente da instituição.

O festival Beira Rio é “a demonstração de toda a capacidade criativa e artística” do Orfeão, em vários palcos “abertos à comunidade”, numa celebração que também se integra no processo de formação das centenas de alunos inscritos. 

“É um momento muito importante para quem está a aprender, porque vão apresentar-se em público, para saberem o que é estar em palco, com gente a assistir. É uma mostra cultural do que produzimos, com um papel educativo relevante”, sublinha Vítor Lourenço. 

A proximidade com o rio Lis rio é também importante, salienta o presidente. Até porque o Orfeão vai apostar em projetos relacionados com a sustentabilidade ambiental no futuro. Mas, já presentemente, Beira Rio surge com “uma mensagem de sustentabilidade, sobre a necessidade de preservação da água e do rio”.

Depois da abertura, durante sábado e domingo, sobem aos vários palcos as diversas classes de instrumento e formações da escola de música e escola de dança, do conservatório sénior e ainda várias formações do Orfeão, como a Big Band, Orquestra de Sopros, Orquestra de Flautas, Orquestra de Cordas e Orquestra de Guitarras, entre outros. O encerramento cabe a um grupo convidado, a fanfarra Tokifoge.

O programa detalhado está disponível aqui.

Todos os momentos têm entrada livre, à exceção do espetáculo de abertura, cujo preço dos bilhetes varia entre 3 euros para crianças e jovens (6 aos 18 anos) e 5 euros para o público em geral.

Tenha acesso ilimitado a todos os conteúdos do site e à edição semanal em formato digital.

Se já é assinante, entre com a sua conta. Entrar

Deixar um comentário

O seu endereço de email não será publicado.

Artigos relacionados

Subscreva!

Newsletters RL

Saber mais

Ao subscrever está a indicar que leu e compreendeu a nossa Política de Privacidade e Termos de uso.

Artigos de opinião relacionados