Assinar
Sociedade

GNR e PSP dão início à operação “Verão Seguro” com reforço de policiamento em todo o país

Zonas de maior aglomerado de veraneantes e turistas, estabelecimentos de diversão noturna, principais eixos rodoviários e locais de festas serão as principais zonas de patrulhamento no âmbito da operação.

Os militares da GNR e agentes da PSP já estão no terreno. Entre 15 de junho e setembro, as duas forças de segurança vão reforçar o território nacional, no âmbito da Operação Verão Seguro 2022.

As principais zonas de patrulhamento, apoio e fiscalização, com o objetivo de “garantir a segurança, a ordem e a tranquilidade públicas”, são as zonas de maior aglomerado de veraneantes e turistas, estabelecimentos de diversão noturna, principais eixos rodoviários e nos locais de festas, romarias e eventos de grande dimensão. A natureza e do ambiente também não ficam de foram desta operação.

No caso da GNR, vão ser empenhados reforços em ações coordenadas de patrulhamento e de fiscalização, dando especial atenção em “garantir a sua missão de vigilância na orla costeira, praias e locais junto à costa”; e “intensificar as ações de apoio, regulação e fiscalização da circulação rodoviária, com particular ênfase para as vias de comunicação com maior sinistralidade e volume de tráfego mais intenso”.

Tal como tem acontecido nos últimos anos, a GNR vai realizar diversas ações de patrulhamento misto e conjunto, em vários pontos do País, com a Guardia Civil, a Gendarmerie Nationale francesa e a Arma dei Carabinier italiana, “contribuindo para o clima de segurança de quem visita Portugal”.

Já a PSP vai reforçar até 5 de setembro, o policiamento em praias, zonas turísticas, festas e locais de diversão noturna, bem como o patrulhamento das principais estradas de acesso a zonas balneares.

Em comunicado, a PSP pede às pessoas para que “planeiem as suas deslocações de férias, procurando evitar horas de grande frequência, e conduzam de forma cautelosa, nomeadamente em estrito cumprimento da velocidade máxima admitida” e evitando o uso de telemóvel.

Como “reforço de segurança para toda a família”, a PSP aconselha as pessoas a comunicarem a ausência da sua habitação durante as férias para que possa ser observada durante um patrulhamento e a aderirem ao programa que permite localizar uma criança momentaneamente perdida através da colocação de uma pulseira, do programa Estou Aqui.

Tenha acesso ilimitado a todos os conteúdos do site e à edição semanal em formato digital.

Se já é assinante, entre com a sua conta. Entrar