Assinar

NELitos mostram como se aproveita o ar, a terra e o vento

É uma “família” bem conhecida na região e com várias ramificações. A base está na espeleologia. O nome vem daí: NEL – Núcleo de Espeleologia de Leiria. Um grupo de amigos que há 41 anos se juntou e desde então partilha de “um ideal de respeito pela prática de atividades de ar livre, em comunhão com a natureza”.

Essa continua a ser a sua essência e seja a correr, de bicicleta ou ao sabor do vento, é com uma atenção especial ao cuidar da natureza que, nos dias de hoje, eles continuam a mexer e a fazer mexer.

Em 2013, “reapareceram”, cheios de energia e com vontade de colocar a malta a correr. Surgiam as Brisas do Liz Night Run, numa altura em que os movimentos de corrida noturna, em zonas urbanas, apareciam em larga escala e arrastavam multidões. O Pédatleta chegou a juntar mais de quatro mil pessoas, numa quarta-feira à noite, em Leiria. A campeã Jocelina Ferreira (pág. 38) é um exemplo entre muitos dos que apanharam o gosto de correr com esta malta das camisolas verdes, com um pé estampado ao peito.

Entre 2013 e 2020, promoveram, de forma totalmente voluntária, as corridas das Brisas do Liz todas as quartas-feiras à noite, de forma ininterrupta. Foram 361 noites. Apenas a pandemia travou esta onda. Retomaram em abril passado, com novo horário, mas o mesmo espírito: o vibe que, ao longo de sete anos, levou mais de 162 mil participantes a participar, percorrendo quase três vezes a distância da Terra à Lua.

E porque desde a primeira hora o NEL tem sido uma presença constante na Festa do Desporto, a edição deste ano não podia ser exceção. Praticar espeleologia continua a ser difícil no parque do avião, e é com a escalada e o slide que o clube cativa os visitantes durante o certame.

A atividade é uma das mais procuradas – quem não quer passar por cima do rio Lis, em slide? -, mas, para ser verdadeiramente segura, exige cautela, tempo e descontração. Sim, é possível que tenha que aguardar na fila durante algum tempo, mas a segurança isso exige. Recomenda-se um calçado desportivo, prático e confortável.

Na 10.ª edição do evento, também a secção Pédevento diz presente. Um carro à vela, irá estar no recinto, para que mais pessoas conheçam a forma como os NELitos se deslocam, aproveitando as condições meteorológicas.

O grupo concentra as suas atividades em São Bento, no concelho de Porto de Mós, dado ser uma região com características meteorológicas favoráveis.

Rio Lis e piscina convidam para um mergulho

Por muita logística e planeamento que se prepare para a Festa do Desporto, há um “pormenor” que ainda não é possível trazer para o parque do avião: uma piscina.

Por isso mesmo, as atividades na água, promovidas pelo Bairro dos Anjos, direcionadas à aprendizagem e desenvolvimento da natação, vão acontecer na Piscina Municipal de Leiria, no sábado de manhã.

As atividades têm início às 10 horas e a inscrição é feita no local. Primeiro entram no tanque de água os nadadores com idades entre os 3 e os 6 anos. Depois será a vez dos mais novos, entre os 2 e os 3 anos.

Para concluir a atividade na piscina, o Bairro dos Anjos realiza uma aula de hidroginástica, destinada a um público mais velho, mas onde a animação, a diversão e o empenho na promoção de um estilo de vida saudável não faltam.

No entanto, o Bairro dos Anjos, “morador residente” no parque do avião, desenvolve um conjunto de outras modalidades que também vai trazer até à Festa do Desporto: laser run (tiro de laser), esgrima e atletismo. O “palco” está montado em frente à sede social, ao lado do parque infantil, e além das demonstrações, os visitantes podem experimentar como é pegar no sabre, espada ou florete, ou fazer pontaria certeira ao alvo.

Sem piscina mas com rio, a Festa do Desporto entra na água do Lis de canoa. Ao longo dos dois dias do evento, os Agrupamentos de Escuteiros da Sé 127 e dos Pousos 877 vão disponibilizar canoas e ajudar a construir um bom momento de boa disposição.

Sozinho, com um amigo ou familiar, com colete salva-vidas devidamente colocado e pagaia na mão, pode andar alguns metros na água entre o cais de embarque e a ponte do Bairro dos Anjos. Pelo caminho, “fura” por baixo da ponte verde, um ótimo spot para fotografias, pode acenar a quem passa, e ainda apreciar a adrenalina de quem faz slide por cima do rio Lis.

Estas são algumas das atividades da Festa do Desporto que têm maior procura, fruto também da adrenalina e do bichinho na barriga que criam, pelo que é expectável que surjam algumas filas mais demoradas. Nada que um minuto à espera a apreciar as manobras dos que já estão em ação e retirar algumas ilações, para a experiência que se segue, não contribuam para uma melhor sensação quando sentir algumas gotas de água na rosto.

Apoie o REGIÃO DE LEIRIA

Se chegou até aqui é porque este é um texto que lhe interessa. Por detrás dele há uma equipa e um conjunto de recursos que custam dinheiro e que, para continuarem a existir, precisam da sua ajuda. Gostávamos de lhe explicar como.