Como personal trainer e docente no Mestrado de Prescrição do Exercício e Promoção da Saúde, do IPLeiria, mas acima de tudo como mãe de duas crianças em idade pré-escolar (quase 6 e 3 anos), sinto o dever de partilhar algo com os pais nesta fase em que o nosso quotidiano vai e está a ser muito diferente.

Assim que fui informada de que as escolas e creches iam fechar, o primeiro pensamento que me surgiu foi: “Que grande desafio isto vais ser”! Ter os dois miúdos em isolamento por tempo incerto vai requerer muita imaginação e acima de tudo muita disciplina! Por esta razão, uma das primeiras coisas que fiz assim que cheguei a casa foi passar para o papel todas as atividades e tarefas para fazer com eles, incluindo os dias e horários! Sim, horários, porque as rotinas devem ser mantidas o mais próximo possível da “vida normal”!

1. Mantenha as rotinas

Se possível, mantenha os horários de deitar e acordar, é fundamental para as crianças manterem os seus horários. A rotina traz-lhes calma, reduz a ansiedade. Saberem o que vão fazer durante o dia é fundamental para os ter tranquilos e perceberem que apesar de tudo, a vida continua!

2. Crie a “atividade do dia”

Assim como acontece na creche: segunda é dia de inglês, terça é dia de música, quarta é dia de ginástica…. Faça ou mantenha o mesmo para os dias das próximas semanas desta quarentena! “A atividade mais importante do dia é….” Decidam-na em conjunto! Desta forma vai ser mais fácil criar uma lista de tarefas diárias com foco nessa atividade!

3. Faz de conta

Se há coisa que as crianças gostam de fazer é brincar ao faz de conta com personagens dos desenhos animados preferidos. Entre na brincadeira, encarne uma personagem, adote o seu nome e algumas das suas caraterísticas – se não souber, fique descansado que os seus filhos sabem. E deixe-se levar por eles, os dias vão ser bem mais divertidos. Se assim fizer não fique admirado se chamar o seu filho ele não responder, mas se o chamar de Rocky ele responde muito rápido “Já vou Mazu!” – Já deu para perceber que qui por casa somos o Gigantosaurus!

Covid-19: Convoque a família e torne o isolamento num momento divertido e ativo

4. O responsável

As crianças gostam de se sentir responsáveis por algo, faz com que se sintam “mais crescidas”. Decidir o que vão ser as refeições, chamar a família para a mesa, dar a água e comida ao animal de estimação, ir ver se as camas foram feitas, ajudar a mãe e/ou o pai nas tarefas diárias, são tudo tarefas do responsável do dia. E assim, cada dia da semana um dos elementos da família é o ”Responsável do dia”!

5. Ganhar autonomia

Muitas das crianças em idade pré-escolar ainda não são autónomas nas tarefas mais básicas do dia a dia, como por exemplo vestir sozinho, preparar o pequeno almoço, descascar a fruta, tomar banho! E muito desta falta de autonomia deve-se aos pais, à pressa da manhã e ao cansaço do final de dia. Agora por casa e sem horários, incentive os seus filhos a fazer estas pequenas coisas sozinhos e congratule-os sempre que conseguirem! Eles vão sentir-se motivados.

6. Aprender mais sobre algo

Só há uma coisa que ultrapassa o nosso conhecimento, é o interesse de uma criança! Quando as perguntas começam e não param por cada resposta que lhes damos, já sabemos que é quase certo que vamos responder: “Porque sim!”

Decidam em conjunto um tema e procurem saber ao máximo sobre ele: animal, país, cidade, profissão, desporto, atleta, etc! Deixem as crianças fazer as perguntas e procurem as respostas (sem elas) na internet – atenção ao tempo de écran!

7. Leitura e/ou música em família

Crie um momento do dia para ler uma história, do início ao fim, sem encurtar as frases e páginas! Tenham um cantinho de leitura: no chão com almofadas, com puffs, em cima da cama. Façam deste momento uma das tarefas mais desejadas do dia deles. Se for o caso, façam uma sessão de música, com ou sem instrumentos, também num local próprio.

8. Tarefas pontuais

Por estes dias em casa, eu tenho a certeza de que há muita coisa que vai ser (finalmente) feita: a limpeza, a jardinagem, lavar o carro, cozinhar o tal prato, rever as fotografias e os vídeos e organizá-los por datas! Incluam os vossos filhos nessas tarefas, eles vão adorar!

9. Brinque com eles

Brinque, jogue, faça puzzles, monte legos, construam brinquedos… Tudo o que seja brincadeira, faça parte dela! Apesar de tudo, este tempo é de Ouro, aproveite-o ao máximo com eles!

10. Tempo de écran vs tempo de atividade física

Pois é, vai ser difícil resistir ao pedido deles “queremos ver bonecos”! Aqui por casa o tempo de écran é exclusivo para a televisão. Por enquanto não há tablets, smart phones nem PCs. É fácil de controlar, já é rotina, e por isso uma vez mais eles sabem quando é o tempo para verem os bonecos. Não caiam na tentação de os deixar ganhar por estes dias mais tempo de écran. Aproveito para relembrar que os níveis de atividade física recomendados pela OMS para as crianças é de 60 minutos diários. Estes níveis permitem que elas se mantenham saudáveis e ativas. Sei que muitos de vós neste momento estão a pensar: “Pois, mas nós vivemos num T2, não é fácil!” Pode não ser fácil, mas é possível e viável. Tentem adaptar por estes dias uma divisão da vossa casa como sala de brincar, recreio! Criem circuitos com as vossas mobílias: túneis por baixo de cadeiras, escalar sofás, subir e descer puffs, saltos e cambalhotas nas almofadas, tirem um colchão de uma cama e pulem nele… peçam ajuda aos vossos filhos, eles vão ser os primeiros a dar as ideias.

Desafio a meterem em prática algumas destas dicas diariamente, acreditem que não vão ter tempo para as fazer todas! E melhor, o tempo vai passar mais rápido e eles vão estar entretidos. A disciplina e a rotina são aspetos essenciais a manter nestes dias de quarentena.

Boa sorte! Protejam-se! Mantenham-se ativos!

Maria Inês Morte é docente do Mestrado de Prescrição do Exercício e Promoção da Saúde, do Instituto Politécnico de Leiria