emigração

Ana Jorge, na Alemanha: “Descobri que valorizavam bem mais o meu trabalho aqui do que em Portugal”

Ao fim de 10 anos, a ida para a Alemanha revelou-se uma opção acertada. Ana Jorge, de Santa Eufémia, sente-se hoje “realizada, valorizada e respeitada a nível profissional”. Por agora, não há planos para o regresso.

Pergunta da semana

A região vai conseguir tirar partido das Jornadas Mundiais da Juventude 2023?

Responder agora

Subscreva!

Newsletters RL

Saber mais

Ao subscrever está a indicar que leu e compreendeu a nossa Política de Privacidade e Termos de uso.