Assinar Edições Digitais
Desporto

Erros defensivos ditam derrota da União de Leiria frente ao Sp. Braga (1-2)

O Sporting de Braga mantém-se na luta pelo título nacional de futebol, depois da vitória sobre a União de Leiria por 1-2, sábado à noite em Leiria. Cássio ainda colocou os leirienses em vantagem, mas erros defensivos permitiram a reviravolta

O Sporting de Braga mantém-se na luta pelo título nacional de futebol, depois da vitória sobre a União de Leiria por 1-2, sábado à noite em Leiria. Cássio ainda colocou os leirienses em vantagem, mas erros defensivos permitiram a reviravolta.

Os bracarenses precisavam de ganhar em Leiria para reduzirem a desvantagem pontual para o Benfica, actual líder da classificação.

Praticamente a jogar em casa no Municipal de Leiria, o Sp. Braga teve a apoia-lo cerca de sete mil adeptos.

A equipa de Domingos Paciência até começou mal e sofreu um golo cedo, num cabeceamento fulminante de Cássio, aos 12 minutos.

Mas ainda na primeira parte a equipa de Braga deu a volta ao marcador, primeiro por Meyong, numa bola que Djuricic deixou escapar aos 31 minutos, e logo depois Rentería fez o 1-2, aos 34 minutos, após um choque entre Zé António e o guarda-redes dos leirienses.

A União de Leiria tentou na segunda parte o empate, mas a ocasião mais flagrante surgiu só nos descontos, com Ouattara a falhar um golo quando o guarda-redes Eduardo já estava fora da baliza do Sp. Braga.

A derrota deixa a União de Leiria mais longe do sonho de qualificação para a Liga Europa, mas o técnico Lito Vidigal promete lutar até final pelo quinto lugar.

Individualmente:

Djuricic não teve uma tarde/noite para lembrar: pareceu nervoso e esteve directamente envolvido nos dois golos do adversário, deixando a bola passar por baixo do corpo no primeiro e falhando na comunicação com o central Zé António no segundo.

Zé António até estava em destaque anulando os avançados do Braga, mas o lance do segundo golo marcou a sua exibição, que decresceu de qualidade a partir daí. Diego Gaúcho também permitiu espaços a mais aos atacantes do Braga, que foram quatro neste jogo. O sector defensivo sofreu quando a posse de bola estava no adversário, mas nota positiva para Hugo Gomes, que fez o cruzamento para o segundo golo.

Na linha média, André Santos esteve em bom plano, mas na segunda parte baixou muito de rendimento, enquanto Rafael Bitencourt estreou-se a titular e esteve claramente fora do ritmo da partida. Pateiro lesionou-se cedo e foi substituído por Ronny, que apenas apareceu na marcação de cantos. Marco Soares falhou passes a mais.

Cássio comprovou a boa forma e aproveitou as duas oportunidades que teve para fazer um golo. Mas falhou outro fácil, aos 25 minutos. Carlão esteve totalmente ausente do jogo e só se viu quando recuou no terreno. Tiago Luís e Ouattara deram vida nova ao ataque leiriense, mas o jogador do Burkina-Faso falhou o empate num lance decisivo e relativamente fácil, já nos descontos.

Golos:

1-0, Cássio, 12 minutos

1-1, Meyong, 31 minutos

1-2, Rentería, 34 minutos