O tradicional abraço à baía de São Martinho do Porto, em Alcobaça, decorre no domingo à tarde para agradecer o trabalho de despoluição já realizado e encorajar as autoridades a terminar o que falta.

“O abraço é um agradecimento pelo trabalho já realizado no âmbito da despoluição da baía de São Martinho do Porto e para encorajar a terminar o que ainda está por fazer, que é o caso do tratamento dos efluentes suinícolas”, explicou hoje à agência Lusa o presidente da Associação Verão de São Martinho, Manuel Vale Domingues.

O abraço começou em 1999, para alertar para a necessidade de despoluição da baía, e determinou, um ano depois, a criação da associação, que se dedica também a realizar outros eventos naquela praia.

“Nós abraçamos o que gostamos e gostamos da baía. Como achávamos que a água na baía não estava em condições, pretendíamos sensibilizar as autoridades para a importância do tratamento dos efluentes domésticos e industriais”, adiantou Manuel Vale Domingues, referindo um conjunto de investimentos efetuados nos últimos anos nesta área, de que destacou a estação de tratamento de águas residuais (ETAR) local.

Embora reconheça que em matéria de despoluição houve grandes avanços em São Martinho do Porto, o dirigente considera, contudo, que continua a justificar-se o abraço gigante à baía – no qual participam a população local, veraneantes e entidades – porque a iniciativa “é, sobretudo, para sensibilizar”.

“O que pedimos agora é que termine, quanto antes, a construção da estação para tratar os efluentes das suiniculturas”, declarou, explicando que esta obra, em curso, é da responsabilidade da Trevoeste.

O presidente da Junta de Freguesia de São Martinho do Porto, Joaquim Clérigo, faz o mesmo pedido, manifestando ainda o desejo de que a praia possa ser candidata ao galardão Bandeira Azul.

Joaquim Clérigo salientou também o caráter “simbólico” do abraço que admitiu ser já uma “marca” da freguesia.

O abraço faz-se às 16:00, mas uma hora antes em cinco locais distintos da praia começa a desenhar-se o cordão humano.

A iniciativa tem o apoio da Águas do Oeste, empresa responsável pelo Sistema Multimunicipal de Abastecimento de Água e de Saneamento do Oeste, onde se inclui São Martinho do Porto.

Neste dia, a empresa, que já concluiu o investimento na bacia hidrográfica da baía, abre de manhã as portas da ETAR local, assim como dinamiza ações de sensibilização, destinadas sobretudo aos mais novos.