A Câmara Municipal de Leiria vai investir 2,2 milhões de euros na requalificação da marginal da única praia do concelho, o Pedrógão, disse hoje à agência Lusa o vereador da autarquia Lino Pereira.

“O investimento quer dar uma nova imagem ao Pedrógão e aumentar o número de visitantes”, afirmou Lino Pereira, vereador com o pelouro das Obras Municipais, acreditando que os trabalhos, depois de concluídos, vão “ajudar a promover a praia”.

Para o responsável, trata-se de um “investimento estratégico já previsto há algum tempo”, que se desenrola numa área com cerca de seis hectares e “pretende criar uma imagem espacial e ambiental de qualidade”.

A criação de mais área pedonal é uma das imagens de marca do projeto, que contempla, na marginal da praia, um “calçadão”, mas também outras áreas de lazer, acompanhadas do respetivo mobiliário urbano, para que as pessoas as possam fruir, explicou o vereador.

Lino Pereira adiantou que em paralelo vai decorrer o “ordenamento do estacionamento automóvel”, estando igualmente previstas novas regras de circulação viária para acabar com estrangulamentos, sobretudo em dias de maior afluência à praia.

O vereador disse esperar que à intervenção no espaço público, que responde ao “crescimento” da estância balnear, suceda a melhoria no espaço privado.

“Se a parte pública der o sinal, os privados vão atrás”, considerou o responsável, reconhecendo que a regeneração urbana é um trabalho que deve abranger todos.

O concurso público para o investimento vai ser lançado no próximo mês, acrescentou Lino Pereira, referindo que as obras devem começar até seis meses após a publicação do concurso.

O autarca admitiu que as obras podem vir a ter financiamento, dado estar em curso a “reavaliação de algumas candidaturas” da autarquia a fundos comunitários, situação que impede neste momento o anúncio da percentagem que poderá ficar afeta à requalificação da marginal da praia do Pedrógão.

O prazo de execução dos trabalhos é de 15 meses, estando prevista a sua suspensão entre junho e setembro do próximo ano durante a época balnear, declarou o vereador.